O temporal que atingiu a cidade na noite deste domingo, dia 4, voltou a causar a interdição, nos dois sentidos, da RJ-163; estrada que liga a área urbana à região serrana da cidade. Ocorreram vários desmoronamentos de terras e até quedas de árvores, impedindo o tráfego nos dois sentidos. Com isso, segundo a Defesa Civil do município, pelo menos um ônibus e alguns carros estão parados sem conseguir retornar para Visconde de Mauá ou seguirem para o centro da cidade. O distrito também está sem energia elétrica.

Equipes da Defesa Civil e do 23º Grupamento do Corpo de Bombeiros estão neste momento no local para socorrerem os motoristas e as pessoas. Até o prefeito Diogo Balieiro (Democratas) junto com servidores da Secretaria de Obras do município, estão se deslocando pela Serra do Eme, na Estrada da Vargem Grande, levando combustível para que máquinas pesadas que já estão em Visconde de Mauá possam retomarem os trabalhos de desobstrução da via. Também ocorreram deslizamentos de encostas na estrada do distrito Fumaça; localizado a cerca de 30 quilômetros do Centro. A estrada também está interrompida.

A rodovia estava parcialmente liberada, uma vez que servidores da prefeitura trabalharam durante toda a madrugada e o dia de hoje para retirarem as barreiras que tomaram a pista após a forte chuva de sábado. Mas, devido ao novo temporal deste domingo, encostas deslizaram novamente e até de árvores. “O tráfego de veículos já estava fluindo parcialmente, mas o temporal de hoje atingiu a casa dos 200 milímetros, provocando novos deslizamentos de terra e fechando a estrada novamente. A quantidade de chuva que caiu hoje é a mesma prevista para o mês todo”, explicou a Assessoria de Comunicação da prefeitura, informando ainda que alguns veículos e até um ônibus estão preso na estrada. “A informação que tivemos é de que alguns carros e ônibus estão parados, sem condições de retornarem para Visconde de Mauá ou seguirem viagem para o Centro de Resende. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros já estão no local para o resgate destas pessoas”, completou.

O prefeito Diogo Balieiro, assim que ficou sabendo do novo bloqueio, seguiu junto com servidores para Visconde de Mauá para levar combustível para abastecerem as máquinas pesadas que já estavam desde sábado no distrito. Eles estão seguindo pela estrada da Serra do Eme, em Vargem Grande. “Após abastecerem estas máquinas vão começar a fazer o desbloqueio da estrada a partir de Visconde de Mauá”, informou a Assessoria, destacando ainda que os secretários municipais de Obras e o de Desenvolvimento Rural, Marco Paiva e Alberto Figueiredo, respectivamente, já estão no primeiro ponto da queda de barreiras com maquinários para a desobstrução do trecho de Resende para Visconde de Mauá.

Equipes da Guarda Municipal de Resende e do 37º Batalhão da Polícia Militar estão neste momento da rotatória de Penedo para impedir que veículos subam para a região serrana.

Fonte: A Voz da Cidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui