Quase dois mil motoristas de Indaiatuba podem ficar sem o desconto do Sistema Ponto a Ponto no pedágio da Rodovia Santos Dumont (SP 75) a partir do próximo sábado, dia 21. Esses usuários precisam fazer a migração dos seus equipamentos (tag´s) do Ponto a Ponto para um de tecnologia mais moderna e associado a uma das empresas que prestam serviços de pedagiamento eletrônico em São Paulo.

A migração está aberta desde o dia 4 de novembro, mas dos 3.555 usuários cadastrados no Sistema Ponto a Ponto da SP 75, apenas 1.655 fizeram o procedimento até agora. A quatro dias de acabar o prazo, 53% dos usuários do Ponto a Ponto podem passar a pagar a tarifa cheia de pedágio no próximo sábado. A ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) alerta que, a partir dessa data, quem não realizar a troca de tag estará automaticamente fora do sistema. A economia média dos usuários na rodovia Santos Dumont (SP-75) é de R$ 128 mensais com o sistema de pedágio que permite o pagamento por trecho percorrido.

A ARTESP já enviou e-mail explicativo e diversa mensagens sms para os moradores de Indaiatuba cadastrados no Sistema da SP-75. Todos os usuários deverão mudar os tags de seus veículos por um modelo com tecnologia 915 Mhz e optar por uma das empresas que prestam serviços de pedagiamento eletrônico em São Paulo (Sem Parar, Auto Expresso, ConectCar e até o fim do ano a Move Mais) que têm à disposição dez planos de serviços, inclusive os de sistema pré-pago sem mensalidade. Isso facilitará a vida dos usuários, que terão apenas um tag no veículo.

O usuário deve primeiramente procurar uma operadora que presta serviços de pagamento eletrônico para trocar o tag existente em seu veículo – do modelo de 5,8 Ghz para um de 915 Mhz. Se já é usuário de alguma operadora, deve trocar o modelo. Uma vez realizada essa mudança, deve fazer agendamento no site do Ponto a Ponto para habilitar o tag a ser usado no sistema. O agendamento deve ser efetuado através do site www.artesp.sp.gov.br/agendamento.

A mudança é importante. Trata-se de mais um passo na evolução do projeto que permitirá a entrada de novos municípios e usuários no Sistema Ponto a Ponto a partir de 2014. Adicionalmente permitirá que os usuários possam utilizar o mesmo tag nas demais praças de pedágio nas rodovias do Estado com cobrança automática. Os motoristas serão beneficiados com a redução do tempo de viagem, maior segurança nas rodovias e diminuição do consumo de combustível por permitir a passagem sem paradas nas cabines de pedágio.

A migração acompanha a programação do SINIAV (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos) do governo federal – que determina a utilização de tags com tecnologia 915 Mhz em todos os veículos em território nacional a partir de 2014. O novo modelo de tag, mais moderno e com tecnologia mais eficiente e barata, já é adotado em São Paulo desde 2011, conforme determinação do Governo paulista.

Procedimento para migração. Quem tem um tag do Ponto a Ponto e também um tag 915 Mhz de alguma operadora (Sem Parar, Auto Expresso, ConectCar e até o fim do ano a Move Mais) deverá comparecer ao posto de adesão na sua região para habilitar o pagamento por trecho percorrido. Para isso, tem de fazer o agendamento de dia e horário com antecedência.

Caso o veículo tenha um tag com a tecnologia antiga (5,8 Ghz), o usuário deverá procurar em primeiro lugar a operadora em que já está cadastrado para a efetuar a instalação do tag com a nova tecnologia (915 Mhz). A partir dessa substituição será necessário agendar data e hora para habilitar o sistema por trecho percorrido no posto de instalação do Ponto a Ponto em Indaiatuba.

Ao fazer o agendamento no site, os usuários serão informados como deverão proceder para fazer a troca. O motorista que já possui um tag na frequência 915 Mhz de alguma operadora de serviço automático deverá apenas fazer a opção pelo Sistema Ponto a Ponto ao comparecer no posto de adesão. Importante lembrar que se tiver um tag 5,8 Ghz, de qualquer operadora, deverá primeiro fazer a troca de equipamento e depois agendar o comparecimento no posto para habilitar o Ponto a Ponto.

Os usuários de Indaiatuba cadastrados no Ponto a Ponto deverão cancelar o contrato atual do Ponto a Ponto e posteriormente habilitar o tag da sua operadora para o pagamento por trecho percorrido. Após o agendamento no site, o usuário deverá comparecer na data e horário marcados no posto de instalação (no Centro de Convenções Aydil Pinesi Bonachella, Rua das Primaveras, 210, Jardim Pompeia) para cancelar o contrato.

O saldo de créditos existente será depositado na conta bancária do usuário. Após a habilitação, em dez minutos o sistema em pista já estará atualizado para efetuar as passagens nos pórticos e na praça de pedágio. A migração foi aberta em 4 de novembro com prazo até 20 de dezembro.

Pesquisa. O Sistema Ponto a Ponto na SP-75, em Indaiatuba, que entrou em operação em 11 de junho de 2012, tem sido bem avaliado pelos motoristas que já aderiram ao projeto piloto. A satisfação foi constatada em pesquisas feitas pela ARTESP e pela concessionária Rodovia das Colinas. Esta última revelou que 89,2% dos entrevistados consideram justo que todos os usuários passem a pagar pelo trecho percorrido da rodovia.

Já o levantamento da ARTESP mostrou que 83% dos motoristas reduziram despesas com o Ponto a Ponto. A economia média por pessoa alcançou R$ 128 mensais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui