IMPRUDÊNCIA: Motorista faz ultrapassagem proibida em curva, na LMG-758, e provoca colisão com duas carretas, na qual mata a filha dele e fere outras quatro pessoas. Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ocorrência foi registrada na quarta-feira (20); imagens foram feitas por câmera de uma das carretas envolvidas na colisão

Uma ultrapassagem proibida numa curva na LMG-758, em Belo Oriente, distrito de São Sebastião de Braúnas, em Minas Gerais, nessa quarta-feira (20), deixou uma criança, de 1 ano, morta e outras quatro pessoas feridas, incluindo duas crianças, de acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Ainda de acordo com a PMRV, o acidente (sinistro) ocorreu entre um carro e duas carretas. O vídeo de uma das carretas registra o momento da ultrapassagem. O carro, que seguia no sentido contrário, bateu na lateral das duas carretas. Um dos veículos pesados chocou-se contra um poste de iluminação que caiu.

Segundo a PMRv, o condutor do carro de 25 anos, viajava com a esposa, de 28 anos, que está grávida de sete meses; o filho da mulher, de 8 anos, e duas filhas do casal, uma de 3 anos e Rebeca Micaely Alves, de 1 ano e 8 meses, que morreu no local. Os feridos foram encaminhados ao Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga (MG).

Ainda conforme relato da PMRv, o casal e a filha deles sofreram fermentos leves; enquanto o filho da esposa teve fratura nos dois fêmures e precisou ficar no hospital para fazer cirurgia.

IMPRUDÊNCIA: No carro, estavam o condutor, de 25 anos, a esposa dele, de 28 anos -grávida de 7 meses; o filho da mulher, de 8 anos, e duas filhas do casal, uma de 3 anos e Rebeca Micaely Alves, de 1 ano e 8 meses, que morreu no local. Foto: Divulgação/PMRv-MG

De acordo com os policiais, o causador do sinistro foi preso por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, lesão corporal e conduzir o veículo sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e levado à Delegacia de Belo Oriente. O carro foi removido e levado a um pátio credenciado. A Polícia Civil irá investigar as causas do sinistro.

Com informações do Portal G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui