Ocorrências foram registrados nos últimos dias nas duas pistas da BR-277, envolvendo veículos de passeio, caminhões e motocicletas

Vários acidentes foram registrados nos últimos dias no trecho entre Curitiba e Campo Largo, nas duas pistas da BR-277, envolvendo veículos de passeio, caminhões e motocicletas. Na noite deste domingo (12), entre as ocorrências, dois capotamentos de veículos, com vítimas socorridas.

O que normalmente acontece em tempos de chuva, que aumenta as possibilidades de derrapagens e consequentemente os engavetamentos, nos últimos dias, mesmo com tempo bom foi registrado um aumento de acidentes, causados por engavetamentos, capotamentos e colisões com motociclistas hospitalizados. O horário de pico tem sido um grande sofrimento para quem vai ou volta de Curitiba. O caos aumenta com as obras na rodovia, que são realizadas quase todos os dias. Mas na maioria dos acidentes registrados, com o grande volume de veículos nas pistas e o fluxo aumentando a cada dia, a imprudência é a causa principal.

A sexta-feira (10) começou com pelo menos dois acidentes no sentido Curitida, em um deles na rotatória entre o Cercadinho e o Posto Saguaru, um motoclista foi socorrido depois de se envolver num acidente com um carro. Na manhã de sábado (11), mais um grave acidente envolvendo motociclista no km 111, com a moto sendo arrastada por quase 100 metros. Na noite de domingo (12), além de pequenas colisões causadas por engavetamentos, foram atendidos pelas equipes da CCR RodoNorte e Corpo de Bombeiros, dois capotamentos com vítimas feridas, sendo um no km 105 e outro no km 111.

No capotamento no Jardim Guarani (km 105), um caminhão mudou de faixa na frente de um veículo, o motorista não conseguiu frear a tempo e colidiu na traseira do pesado veículo e duas jovens foram hospitalizadas. Uma camionete que vinha logo atrás, para não bater, acabou saindo da pista e capotando, os ocupantes não se feriram.

No outro acidente próximo ao Parque do Mate (km 111), sentido interior do estado, a ambulância da Concessionária CCR encaminhou três vítimas com ferimentos moderados para o Rocio. Enquanto que a equipe do Siate (sargento Marcondes e soldado Broto) conduziu uma jovem de 18 anos, com ferimentos mais graves, para o Hospital do Rocio. Todas as vítimas estavam em um Fiat Pálio que capotou. No início da manhã desta segunda-feira (13), uma missionária da igreja frequentada pelas vítimas informou que todas elas estão bem, mas o carro deu perca total.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui