Simbolo de Visconde de Mauá, a igreja de São Sebastião é passagem obrigatória a quem visita a região de Visconde de Mauá. Fotos: Divulgação

Escondida no alto da Serra da Mantiqueira, a região de Mauá tem atrações de todos os tipos e gostos

Repleta de bons hotéis e pousadas, restaurantes, lojas de artesanato e belas cachoeiras, a região de Visconde de Mauá – envolvida em dois estados e três municípios – fica no alto da Serra da Mantiqueira a 1.600 metros de altura, fazendo fronteira com o Parque Nacional de Itatiaia, mais especificamente no sul de MG, sul do RJ e norte de SP.

O acesso principal à região é feito pela rodovia Presidente Dutra (BR-116), no km 311, entre as cidades de Itatiaia e Resende, na mesma saída para Penedo, ambas no estado do Rio de Janeiro.

O diferencial da região está na abundância de rios, cachoeiras e piscinas naturais de águas limpas e cristalinas, que brotam no Parque Nacional de Itatiaia que, por sua vez, abraça a região de Visconde de Mauá no lado oeste.

PASSARELA: Basta uma travessia pela passarela para se chegar ao estado do Rio de Janeiro ou ao de Minas Gerais.

Apesar do cenário bucólico, Visconde de Mauá tem sofisticação. O motivo? Basta visitar as pousadas, os bares e restaurantes e as lojas de artesanato, tanto no lado carioca quanto no mineiro.

Três vilas

Três vilas compõem a região: Visconde de Mauá, Maringá e Maromba. A primeira é a vila de Visconde de Mauá, e por ser pioneira, foi a quem deu nome e fama às outras duas vilas, a de Maringá, onde se concentra o centro comercial; e a da Maromba, onde estão as cachoeiras mais procuradas da região.

Até 2010, a estrada para Visconde de Mauá era totalmente de terra e cascalho. Após muita polêmica, iniciaram-se as obras de pavimentação do trecho Via Dutra (BR-116) até Visconde de Mauá, e depois de um ano de obras, a Estrada-Parque foi inaugurada no começo de 2012.

CARIOCA: De um lado, a vila Maringá (RJ), foto; do outro, a Maringá, mineira. A escolha é sua. ambos têm atrações para todos. Desbrave em detalhes.

Cuidados

A estrada para Visconde de Mauá atravessa fazendas e o Parque Nacional de Itatiaia. Portanto, a atenção deve ser redobrada, por conta de neblina e animais da pista. Apesar da pavimentação e sinalização, a estrada é sinuosa e em mão dupla, o que exige muita cautela dos motoristas, que devem obedecer à sinalização. Se for a primeira viagem à região, procure fazer o trecho de serra durante o dia.

Na subida da serra mantenha-se na preferencial que a serra termina na vila de Visconde de Mauá; há placas nas principais bifurcações. No curso da serra tem fontes d’água para se refrescar e mirantes com belas vistas panorâmicas.

Curiosidade

O principal rio da região de Visconde de Mauá é fronteira natural dos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, apesar das três vilas estarem praticamente juntas, elas pertencem a diferentes Estados e têm o lado mineiro e carioca. Portanto, a região de Visconde de Mauá é um distrito que pertence a dois estados e três municípios: Itatiaia (RJ), Resende(RJ) e Bocaina de Minas (MG).

DIVISA: A região de Visconde de Mauá é um distrito que pertence a dois estados e três municípios: Itatiaia (RJ), Resende(RJ) e Bocaina de Minas (MG).

Entre as vilas de Mauá e Maringá ficam os vales das Cruzes, do Pavão e vale do Alcantilado; entre as vilas de Maringá e Maromba fica o vale da Santa Clara. Por isso, há diversas travessias de pontes de madeira antes de chegar em Maringá e Maromba. O motorista deve atento ao único posto de gasolina da região, que fecha às 19 horas.

Vida noturna

A vila de Maringá é a agitação noturna, já que concentra os melhores restaurantes, bares e lojas de artesanato da região de Visconde de Mauá. Já a vila da Maromba, é indicada para o passeio diurno, porque possui as principais cachoeiras.

Entre as cachoeiras logo acima da vila da Maromba estão: Poção da Maromba, cachoeira Véu da Noiva, cachoeira dos Macacos, cachoeira da Santa Clara e cachoeira do Escorrega, este é o cartão postal da região de Visconde de Mauá.

Como a Vila da Maromba e o Vale da Santa Clara oferecem lindas cachoeiras, trilhas e piscinas naturais de águas limpas e cristalinas, é um excelente roteiro para passar seu dia em Visconde de Mauá; à noite, dê uma esticada até a vila de Maringá ou de Visconde de Mauá.

REFRESCANTES: Cachoeira do Escorrega é uma das mais visitadas na região. Além dela, há também as do Acantilado, Poção da Maromba, Véu da Noiva, Macacos e Santa Clara.

Caminhe, ande a cavalo e aproveite

Caso não esteja hospedado nas proximidades da vila da Maromba, deixe seu carro na vila da Maromba e faça na caminhada as cachoeiras que estão acima da Vila da Maromba e no Vale da Santa Clara.

Neste circuito Maromba – Santa Clara, você conhece sete das dez principais cachoeiras da região de Visconde de Mauá na caminhada.

O vale da Santa da Clara fica apenas 300 m da vila da Maromba numa saída à direita, lá você vai encontrar as cachoeiras da Santa Clara, Toca da Raposa, Santuário e dois trutários com restaurante pesque-pague.

Visconde de Mauá é um dos poucos lugares no Brasil, onde ainda podemos nos banhar em rios de águas limpas e cristalinas, já que recebe suas águas diretamente do Parque Nacional de Itatiaia.

Em suma, a vila da Maromba e o vale da Santa Clara são locais para programas diurnos com trilhas, cachoeiras e piscinas naturais. Já a vila de Maringá e Mauá merecem uma visita à tarde ou à noite para um jantar a dois. Mais informações sobre Visconde de Mauá: http://www.viscondedemaua.com.br/

Onde ficar

Pousada Casa Bonita

A 1.500m de altitude, o calor da lareira é bem-vindo o ano inteiro. Um convite para o romance, para os bons vinhos, enfim, para o que a vida oferece de melhor. Assim é a Pousada Casa Bonita, plantada no Alto da Maromba, em Visconde de Mauá, a 500 metros da Cachoeira do Escorrega e à beira das águas cristalinas do Rio Preto.

LUXO E CONFORTO: Chalé 12 – amplo e muito confortável, o chalés da Casa Bonita são ricos em sofisticação.

A área verde dos chalés, afastada da Casa Sede por uma estradinha de terra, proporciona um ambiente de silêncio, de calma e de muita beleza aos nossos hóspedes.

Neste pedaço do paraíso na Serra da Mantiqueira, há a certeza de que seus dias serão de muito prazer e encantamento.

SALA DE ESTAR: Espaço ideal para reflexão, leitura ou um simples e agradável bate-papo.

O Bosque de Pinus e vegetação nativa da Mata Atlântica é de uma beleza indescritível. Permanentemente florido, ele agrega uma extensão de 150m de intocada beira de rio. Ali colocamos em recantos especialmente paradisíacos, algumas espreguiçadeiras para o desfrute de nossos hóspedes.

A Casa Bonita tem chalés de muito bom gosto e bem confortáveis. O restaurante é outro espaço que agrega bom gosto e sua decoração remete ao aconchego. Tudo foi cuidadosamente pensado e construído para proporcionar aos hóspedes estadias agradáveis e extremamente confortáveis.

CAFÉ DA MANHÃ: Muito bem decorado, o restaurante da Casa Bonita oferece o melhor. O café da manhã acompanha produtos preparados pela própria Casa Bonita, que são muuuitos saborosos.

Há ainda outros espaços que vão deixar os hóspedes com água na boca. Outro destaque é o café da manhã servido com produtos preparados ali mesmo na cozinha da Casa Bonita. Sabor e qualidade unidos para uma degustação ímpar. Informações, clique aqui. Telefones:(24) 3387-1342 e (24) 3387-1380 WhatsApp: (24) 9 9278-6698

Pousada Moriá

A Pousada Moriá reúne conforto, privacidade e natureza, além, é claro, de ter uma equipe muito atenciosa, com o carinho e o interesse de quem sabe muito bem o que faz: receber pessoas. A pousada está situada ao lado da Cachoeira do Escorrega, divisa com Parque Nacional do Itatiaia. A natureza é nossa a sinfonia: dormir com o barulho da cachoeira e acordar com o cantar dos pássaros.

Os hóspedes podem desfrutar da piscina, hidromassagem aquecida ao ar livre, saunas seca e a vapor, ofurô, sala de ginástica, piscina natural e estacionamento. Todas as instalações contam com camas confortáveis, travesseiros de penas de ganso, lençol térmico e muitas outras formas de conforto para você e seu par.

a Pousada Moriá possui chalés equipados com itens de conforto, que vão proporcionar o sossego tão esperado.

A pousada tem engajamento social e ambiental. Em 1991, haviam poucas árvores no local. Hoje, a Moriá está reflorestada e mantém a natureza aqui estabelecida, com o uso de composteiras e reutilização de materiais descartáveis. Informações, clique aqui

Onde comer

Restaurante Rosmarinus

Na correria dos grandes centros, muitas vezes, nos esquecemos da essência de nos sentarmos à mesa com nossos familiares e desfrutarmos daquela ocasião sem nos preocuparmos com o tempo ou com nossos afazeres. Queremos que o Rosmarinus, seja esse espaço, onde você usufrui de pratos executados em uma cozinha profissional, sendo alguns inclusive preparados em fogão a lenha.

Com ingredientes selecionados e o modo como preparam os pratos, a busca é sempre manter a simplicidade do campo durante o processo de cocção.

TRUTA VISCONDE DE MAUÁ: Uma boa dica para quem visitar o restaurante Rosmarinus, comandado pelo competente chef Julio Buschinelli, em Visconde de Mauá.

A receita é valorizar os produtores locais. Com isso, os ingredientes, em sua maioria, são provenientes da região ou da própria horta, onde são colhidos folhas e temperos, contribuindo com o meio ambiente.

Restaurante Gosto com Gosto

A chef fabrica todas as linguiças servidas e vendidas no restaurante, bem como os doces, chutneys e geleias feitas no fogão à lenha.

Mesmo quando não está no restaurante, a vida gastronômica não para: a fim de desafiar cozinheiros locais a descobrir mil possibilidades para o pinhão, fruto característico da serra da Mantiqueira, a chef, junto a outros moradores, montou a Associação Comercial Visconde de Mauá (ACVM) e concebeu o Concurso Gastronômico de Visconde de Mauá, que reúne cozinheiros locais e grandes chefs nacionais e internacionais.

DIVINAMENTE SABOROSA: A chef Mônica Rangel está à frente da cozinha do Gosto com Gosto, há 25 anos. Ela mesma produz as linguiças servidas e vendidas no restaurante, bem como os doces, chutneys e geleias feitas no fogão a lenha.

O Gosto com Gosto faz parte do seleto grupo de casas da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança. A cada ano, uma receita inédita é escolhida para entrar no cardápio e é criado um prato de cerâmica exclusivo, datado e pintado à mão especialmente para aquele ano. Clique aqui e veja os pratos

Um quarto de século

O Gosto com Gosto completou 25 anos em janeiro de 2019 e festeja a data com diversas atividades e promoções especiais. Completar um quarto de século no segmento da gastronomia não é para qualquer um, assim como manter uma cozinha com o mesmo padrão de qualidade durante todos estes anos, tendo como único e exclusivo objetivo de valorizar a gastronomia brasileira. Mas esse é o segredo do Gosto com Gosto: divulgar a gastronomia brasileira e plantar, colher e servir o maior número de ingredientes possíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui