O candidato à presidência da República, Geraldo Alckmin, é acusado de receber R$ 5 milhões da CCR (a maior concessionária de estradas do País) para o caixa dois da sua campanha ao governo paulista, em 2010.

Segundo representantes da empresa, o dinheiro teria sido entregue ao cunhado de Alckmin, o empresário Adhemar Ribeiro, o qual já foi associado mais de uma vez a esquemas como esse, conforme a delação da Odebrecht de que ele teria recebido R$ 10 milhões para a mesma campanha de 2010 de Alckmin.

Fonte: Causa Operaria

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui