TRAGÉDIA: Funcionários do Departamento Penitenciário (Depen) do Paraná, estão sendo investigados pela Polícia Civil de Guarapuava (PR), após terem causado um grave acidente com morte na BR-277, nessa terça-feira (4). Foto: Divulgação/PRF detidos Agentes do Depen

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os quatro funcionários que estavam em duas viaturas não se envolveram no sinistro que provocaram. Eles foram interceptados logo à frente da ocorrência

A Polícia Civil de Guarapuava (PR) investiga a suspeita de envolvimento de duas viaturas do Departamento Penitenciário (Depen) num acidente (sinistro) na manhã dessa terça-feira (4), na BR-277, em Candói (PR).

Segundo testemunhas, as viaturas foram as responsáveis pelo sinistro que matou uma pessoa e deixou outra gravemente ferida. A polícia informou que as viaturas foram identificadas e os quatro policiais penitenciários que estavam nos veículos foram ouvidos.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Penais do Paraná (SINDARSPEN), os quatro policias que estavam nas viaturas não se envolveram no sinistro que provocaram e só souberam da tragédia quando foram interceptados pelos inspetores, alguns quilômetros à frente da ocorrência. Os quatro envolvidos estão à disposição da Justiça, em Guarapuava.

A ocorrência

De acordo com a PRF, um dos caminhoneiros morreu e o outro ficou gravemente ferido, após a colisão frontal entre as carretas. Os veículos pegaram fogo depois da batida. A vítima fatal é o condutor da carreta, com placa do Paraguai. Ele morreu no local. O outro foi encaminhado ao hospital com ferimentos graves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui