CONCESSÃO: O governo paulista inicia, a partir de 21 deste mês, uma série de conversas com população, lideranças locais e prefeitos regionais para discussão do processo de renovação e ampliação de concessão de rodovias no Noroeste do Estado. Foto: Divulgação

De acordo com a Artesp, reuniões com sociedade e prefeitos regionais serão fundamentais para aprimorar o projeto e levar desenvolvimento aos municípios

O governo paulista inicia, a partir de 21 deste mês, uma série de conversas com população, lideranças locais e prefeitos regionais para discussão do processo de renovação e ampliação de concessão de rodovias no Noroeste do Estado.

De acordo com a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o objetivo de apresentação da proposta inicial e recebimento das contribuições e sugestões dos municípios em relação ao projeto.

As audiências são uma forma de possibilitar a fundamental participação da sociedade no processo de concessão. A primeira delas será realizada em formato híbrido (virtual e presencial), em razão da pandemia de Covid-19, na capital paulista, na sede do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Na sequência, entre os dias 25 e 27 de outubro, acontecem as audiências públicas nas cidades de Barretos, São José do Rio Preto, Penápolis e Araraquara. Para participar, os interessados devem observar os regulamentos publicados no site da Artesp (www.artesp.sp.gov.br >> menu Transparência >> Audiências e Consultas Públicas).

Segundo a Agência, todas as audiências terão transmissão aberta no canal do YouTube da Atesp (http://youtube.com/artespsp). Após essa etapa, o governo continuará recebendo contribuições ao projeto, por meio do período de consulta pública, por meio do site da Agência.

A primeira versão do projeto de renovação e ampliação da concessão de rodovias no Noroeste do Estado prevê R$ 11,8 bilhões de investimentos em 1.046 quilômetros de rodovias.

Proposta de novas concessões:

SP-425 – trechos A, de São José do Rio Preto a Guaíra, e B, de José Bonifácio a Parapuã
SP-373 – trecho de Severínia a Colina
SP-326 – trecho de Barretos a Colômbia
SP-322 – trecho de Bebedouro a Olímpia

Proposta de renovação de concessões:

SP-310 – trecho entre São Carlos e Mirassol
SP-323 – trecho entre Taquaritinga e Pirangi
SP-326 – trechos entre Bebedouro e Barretos e entre Bebedouro e Araraquara
SP-333 – trecho entre Sertãozinho e Borborema
SP-351 – trecho entre Bebedouro e Catanduva

Segundo a Artesp, do total de investimentos, R$ 4,5 bilhões devem ser aplicados diretamente em ampliações e duplicações de vias, além de acessos, viadutos e intervenções, beneficiando a população de 49 municípios paulistas e aprimorando o tráfego e a segurança viária no corredor logístico que se forma a partir de alguns dos principais polos econômicos e turísticos do Estado. A proposta prevê melhorias em vias que passam por cidades como São Carlos, Araraquara, Sertãozinho, Jaboticabal, Bebedouro, São José do Rio Preto, Olímpia, Barretos e Penápolis, entre outras.

O Programa de Concessões Rodoviárias do governo do Estado de São Paulo é referência por garantir investimentos que fizeram da malha paulista a melhor do país, segundo levantamento da Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

Confira o cronograma das audiências públicas do Lote Noroeste:

Dia 21 de outubro, às 9h

São Paulo –  Auditório do DER (Av. do Estado, nº 777 – 5º andar – ala B. São Paulo).

Dia 25 de outubro, às 9h

Barretos – Auditório da Associação Comercial e Industrial de Barretos (Rua 20, nº 725, Barretos).

Dia 25 de outubro, às 15h

São José do Rio Preto – Teatro Municipal Nelson Castro (Av. Felíciano Sáles Cunha, nº 1.020 – Jardim Novo Aeroporto, São José do Rio Preto).

Dia 26 de outubro, às 10h

Penápolis – Penápolis Garden Shopping, sala Espaço Garden (Rodovia Sargento Luciano Arnaldo Covolan, s/ nºParque Industrial, Penápolis).

Dia 27 de outubro, às 10h

Araraquara – Auditório do SEST SENAT (Av. Antenor Elias, 1450, IV Distrito Industrial, Araraquara).

1 COMENTÁRIO

  1. Então para que pagamos IPVA e licenciamento anual se o governo tercerisa quem paga o impostos somos nós paulistas aí vem uma empresa cobra pedágio e deixa as estradas do jeito que pegaram .vai cobrar entao põe 1.50 o eixo ninguém quer

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui