TRITE BALANÇO: A relação de atendimentos do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, traz dados preocupantes: de janeiro a julho de 2019 mais de 4.800 pacientes foram atendidos na unidade após acidentes de trânsito. Foto: Divulgação

Em julho, do total de 689 casos que chegaram ao HGE, os acidentes que envolveram motocicletas chegaram a 258

Não é à toa que os especialistas apontam as mortes no trânsito como uma verdadeira epidemia. Em Alagoas, somente no primeiro semestre deste ano, 311 corpos de vítimas foram recolhidos pelas equipes do Instituto Médico Legal (IML) de Maceió e de Arapiraca.

A relação de atendimentos do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, traz dados preocupantes, já que de janeiro a julho de 2019 mais de 4.800 pacientes foram atendidos na unidade após acidentes de trânsito. Em todo o ano de 2018, foram mais de 8 mil casos registrados pelo HGE, referência nesse tipo de cuidado.

Em julho, do total de 689 ocorrência que chegaram ao HGE, os acidentes que envolveram motocicletas chegaram a 258, seguido de colisões com 257 e 75 casos de atropelamento. De acordo com a assessoria do HGE, em junho deste ano foram 622 atendimentos e em maio, 671.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os acidentes de trânsito matam cada vez mais pessoas em todo o planeta, com 1,35 milhão de óbitos por ano. A OMS também aponta que essa é a principal causa de morte entre crianças e jovens de 5 anos a 29 anos.

Fonte: Gazetaweb

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui