AJUDA: Caminhoneiros que trafegampelas rodovias paulistas concedidas já receberam mais de 88 mil kits, entre alimentação e higiene. Foto: Divulgação

Pandemia do coronavírus motivou ajuda das concessionárias paulistas, que já entregaram também mais de 45 mil kits de higiene

As concessionárias de rodovias no estado de São Paulo já distribuíram aos caminhoneiros 88.677 kits alimentação (marmitex, vales refeições ou kits lanches), desde o início da pandemia do coronavirus.

De acordo com o levantamento da Agência Reguladora Artesp também já foram entregues aos profissionais 45.781 kits higiene – conjunto com sabonete e álcool gel ou vale banho, para utilização nos postos de serviços da malha concedida que firmaram convênio com as concessionárias.

Ainda de acordo com a Agência, essas ações são um importante apoio aos caminhoneiros que seguem trabalhando para manter o fornecimento de itens indispensáveis para a rotina das cidades como alimentos, medicamentos, equipamentos de saúde e combustível, por exemplo, mesmo no contexto de crise provocada pela pandemia do coronavírus.

O cronograma e logística de distribuição dos kits (alimentação ou higiene) é elaborado pelas próprias concessionárias. A previsão inicial do programa é de que sejam entregues aos caminhoneiros mais de 140 mil kits alimentação até que a pandemia esteja sob controle.

Reforço na higiene

Os esforços das concessionárias visando ampliar as medidas de higiene dos caminhoneiros possibilitou a distribuição de 34.899 conjuntos de higiene pessoal com sabonete, álcool, pasta de dente e outros itens e de 10. 882 vales banho – que permitem aos caminhoneiros, através de parceria entre as concessionárias e postos de serviços, tomarem banho gratuitamente nesses locais.

Também foram criados na malha concedida pontos de apoio aos motoristas onde é possível medir a temperatura, e, em caso de suspeita da doença, o caminhoneiro é encaminhado à unidade de saúde mais próxima.

Nas praças de pedágio, as concessionárias adotaram medidas preventivas, principalmente em relação ao contato com os usuários e proteção dos colaboradores. Foi intensificado o uso de álcool gel para a equipe que manuseia dinheiro e os procedimentos no atendimento aos usuários também foram reforçados junto ao pessoal de cabine, assim como a limpeza e desinfecção das edificações das praças.

Nas rodovias concedidas, a tarifa de pedágio é o que garante tanto a conservação das pistas e os atendimentos de socorro médico e mecânico. E, mesmo com o atual cenário de queda de tráfego nas rodovias, os contratos de concessão determinam que toda a prestação de serviço seja mantida sem redução dos elevados índices de qualidade estipulados em edital.

Distribuição e denúncias

Os caminhoneiros podem consultar os locais de distribuição dos kits no site www.abastecimentoseguro.sp.gov.br​. Além dos pontos de distribuição dos kits de alimentação, o site ainda disponibiliza, por exemplo, informações sobre a situação dos postos de abastecimento e locais com restrição de circulação dos veículos ou bloqueios municipais.

Também foi criado um Canal de Denúncias para os caminhoneiros relatarem problemas como bloqueios ou serviços essenciais fechados. Funciona pelo ‪0800 055 5510 (24 horas) e pelo e-mail: abastecimentoseguro@sp.gov.br.

O Governo também suspendeu por 90 dias a pesagem dos caminhões nas rodovias estaduais – o que agiliza a circulação dos produtos e protege os profissionais ao evitar o contato entre motoristas e funcionários das balanças. Com isso, as concessionárias paulistas de rodovias passaram a usar alguns dos postos de fiscalização como áreas de descanso para os caminhoneiros ampliando esse atendimento.

Outra medida anunciada a favor dos caminhoneiros, para garantir o funcionamento da malha rodoviária paulista e, consequentemente, todo o sistema de escoamento de produtos, foi a liberação do acesso de caminhões aos domingos à tarde na chegada pelas rodovias a São Paulo. Antes esse acesso era restrito devido ao grande fluxo de veículos que retornam para a Capital no final de semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui