"RACHA": Ação conjunta da PRF, CGM e Detran do Mato Grosso do Sul flagra 'racha' de mostoristas no Anel Rodoviário em Campo Grande. Motoristas foram detidos e veículos apreendidos. Foto: Divulgação

PRF formalizou representação por diversos crimes de youtuber que usava rodovia para exibir infrações; ações como essa foram denunciadas pelo SOS Estradas e Trânsito Amigo, que gerou o PL 130/20 da deputada Chris Yared

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em ação conjunta com a Guarda Civil Metropolitana (GCM) de Campo Grande (MS) e o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran/MS), realizaram na quinta-feira (16) uma operação para prender participantes de um “racha” realizado no anel viário de Campo Grande, na saída para Rochedo.

Os envolvidos foram flagrados participando de seguidas competições ilegais utilizando um VW Jetta e um Audi TT. Os agentes registraram imagens no momento em que os dois motoristas colocaram os carros lado a lado num trecho de faixa dupla e aceleravam após toques de buzina que funcionavam como uma largada.

Os motoristas do Jetta e do Audi TT são dois homens, um de 24 anos (servidor público) e outro, de 22 anos (vendedor), que foram detidos com base no Art. 308 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB): “Participar, na direção de veículo automotor, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística ou ainda de exibição ou demonstração de perícia em manobra de veículo automotor”. No Audi também havia um passageiro, de 22 anos, estudante de Direito.

Ambos os motoristas foram encaminhados à Polícia Civil de Campo Grande (MS). Os carros foram apreendidos e guinchados. A multa para cada um dos veículos é de R$ 2.934,70. A lei ainda prevê suspensão de 1 ano da CNH para cada um dos condutores.

SOS Estradas fez denúncia

Esse tipo de comportamento flagrado pela operação conjunta no Mato Grosso do Sul foi alertado pelo SOS Estradas e a entidade Trânsito Amigo e acabou gerando o Projeto de Lei 130/20 da deputada federal Chris Yared.

De acordo com o PL, o foco é punir esses criminosos do trânsito com as imagens que eles mesmos geram. Pela lei atual, é preciso que as autoridades consigam o flagrante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui