PEDÁGIOS: Nova concessionária do Lote Piracicaba-Panorama (PiPa) irá administrar 21 praças de pedágio, sendo as cinco já existentes - operadas pela Centrovias - e mais 16 que serão construídas. Artesp informou que valores serão reduzidos. Foto: Divulgação

De acordo com a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), tarifas das novas praças serão definidas em até um ano após a assinatura do contrato

Após ‘bater o martelo’ nessa quarta-feira (8), o leilão do lote Piracicaba-Panorama, conhecido como PiPa, definiu o Consórcio Infraestrutura Brasil como vencedor do certame, que arrematou com um ágio histórico, segundo a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), de 7.209% sobre a outorga mínima.

Entretanto, apesar dessa façanha, o Governo de São Paulo deixou de ‘embolsar’ um valor maior uma vez que a outorga fixa ficou bem aquém do que o governo havia estipulado inicialmente. Atendendo à solicitação do próprio governador, o valor mínimo da outorga fixa (a ser paga a vista) foi reduzido de um potencial de R$ 2 bilhões para somente R$ 15 milhões.

De acordo com o Artesp, a proposta do Consórcio de Infraestrutura Brasil, liderado pelo Pátria e o fundo soberano de GIC, de Cingapura, levou o leilão da maior concessão rodoviária já feita no País pelo valor de R$ 1,1 bilhão. A oferta pela concessão foi quase 110% superior ao segundo colocado, a Ecorodovias, que propôs R$ 527,05 milhões.

Na opinião do secretário de Logística e Transportes de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, não foi um desconto elevado. “O modelo foi muito bem aceito e demonstra o acerto dessa modelagem”, disse.

Estranhamente, empreiteiras de peso ficaram de fora do certame, como o Grupo CCR e a própria Arteris, que atualmente opera parte do trecho leiloado, por meio da Centrovias. De acordo com o governador Doria, o importante não foi a quantidade de ofertas, mas sim a qualidade. “O importante é termos players com poder. Tivemos investidores chineses e fundo de Cingapura. O pior seria um fundo com ágio baixo”, disse.

Tarifas de pedágio

Independente de ter sido um leilão com ‘ágio histórico’, oque o usuário está preocupado é com o dinheiro que ele terá de desembolsar em cada um dos 21 pedágios que serão administradas pela nova concessionária. Esse total é a soma das cinco praças atuais, operadas pela Centrovias, mais as 16 que serão construídas futuramente.

De acordo com a Artesp, as tarifas nominais de cada pedágio serão calculadas mais próximo da fase de início de operação das praças, o que pode levar cerca de 12 meses após a assinatura do contrato uma vez que a concessionária deverá concluir as obras e melhorias previstas no Programa Intensivo Inicial (PII) da concessão.

Ainda de acordo com a Agência, o contrato estabelece uma série de intervenções como tapa-buraco, correção de ondulações e trincas, recuperação das sinalizações horizontal e vertical, reforço na sinalização onde for necessário, melhorias, desobstruções e ampliações dos sistemas de drenagem e, ainda, serviços na faixa de domínio como poda de mato e remoção de obstáculos.

Redução de 12% nas tarifas

Segundo a Artesp, atualmente a malha que integra o Lote Piracicaba-Panorama tem cinco praças que cobrem 218 quilômetros de duas rodovias (SP-310 e SP-225) e estão sob operação da concessionária Centrovias. Ainda segundo a Agência, no momento que a vencedora da licitação assumir a malha, o valor das tarifas nominais dessas praças será reduzido em cerca de 12%.

A Artesp informou ainda que nos outros 1.055 quilômetros do Lote PiPa, atualmente sob operação do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), serão instaladas 16 novas praças de pedágio (relação abaixo). O edital de licitação prevê benefícios tarifários, como desconto para quem utilizar o pedágio automático e o Desconto de Usuário Frequente (DUF) em que o usuário terá descontos progressivos dentro do mês a cada vez que passar na praça de pedágio. Além disso, todas a praças terão desconto de 5% para os usuários que fizerem o pagamento pelo sistema eletrônico.

Praças existentes onde haverá redução de tarifa

Rodovia

Km

Município

Washington Luís (SP-310)

181+400 Rio Claro

Washington Luís (SP-310)

216+800

Itirapina

Engº Paulo Nilo Romano (SP-225)

106+500

Brotas

Engº Paulo Nilo Romano (SP_225)

144+150 Dois Córregos
Engº Paulo Nilo Romano (SP-225)

199+300

Jaú

Novas praças

Rodovia

Km

Município

Rodovia Hermínio Petrim (SP-308)

180 Piracicaba
Rodovia Geraldo de Barros (SP-304) 183

Trecho Piracicaba -Águas de São Pedro

Rodovia Geraldo de Barros (SP-304)

211 Trecho Águas de São Pedro – Santa Maria da Serra

Rodovia Geraldo de Barros (SP-304)

256

Trecho Torrinha – Jaú

Rodovia Comte. João Ribeiro de Barros (SP-294)

367 Bauru

Rodovia Comte. João Ribeiro de Barros (SP-294)

426

Marília

Rodovia Comte. João Ribeiro de Barros (SP-294)

477

Pompéia

Rodovia Comte. João Ribeiro de Barros (SP-294)

551 Iacri

Rodovia Comte. João Ribeiro de Barros (SP-294)

581

Osvaldo Cruz

Rodovia Comte. João Ribeiro de Barros (SP-294)

623

Junqueirópolis

Rodovia Comte. João Ribeiro de Barros (SP-294)

668

Trecho Dracena – Panorama

Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425)

400

Trecho Parapuã – Martinópolis

Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425)

433

Trecho Martinópolis – Presidente Prudente

Rodovia Homero Severo Lins (SP-284)

532

Trecho Rancharia – Martinópolis

Rodovia Prefeito José Gigliardi (SP-284)

457 Trecho Assis – Paraguaçu
Rodovia Lourenço Lozano (SP-293) 1

Duartina

Fonte: Artesp

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui