Vinte e três veículos, entre vans e micro-ônibus, foram autuados hoje por transporte clandestino, em blitz realizada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal.

A operação foi realizada no segundo posto de pedágio da Via Bahia, no km 600 da BR-324, no sentido Feira de Santana-Salvador, e o número de autuações refere-se ao período das 8 às 15 horas de ontem. Cada veículo recebeu a multa por transporte clandestino, cujo valor atual é de R$ 2.802,80.

PROTEGER A VIDA

O diretor executivo da Agerba, Eduardo Pessôa, ressaltou que o combate ao transporte clandestino não para. De janeiro a junho deste ano foram aplicadas 1.661 multas por transporte irregular. Fiscais da Agerba fazem atualmente blitze itinerantes em todo o Estado, trabalho que será reforçado com a aquisição de novas viaturas.

Segundo ele, além da atuação da Agerba, é indispensável a colaboração da população, que não deve utilizar o transporte clandestino, preferindo o transporte regular, “porque às vezes a economia de alguns reais pode vir a custar a própria vida”.

TRANSPORTE COMPLEMENTAR

Além de combater o transporte clandestino, a Agerba vem realizando licitações para regularizar o chamado transporte complementar, aquele que atende a localidades não servidas pelo transporte regular.

Segundo o diretor executivo, até o final do ano deverão estar regularizadas cerca de 100 linhas do transporte complementar, nos municípios de Feira de Santana, Juazeiro, Entre Rios, Vitória da Conquista, Jacobina, Teixeira de Freitas, Alagoinhas, Jequié e Senhor do Bonfim.