O levantamento foi feito pela Polícia Rodoviária Federal

A violência na BR-101 Norte tem mudado a rotina de motoristas e passageiros de ônibus que passam pela via, que é uma das principais alternativas para quem segue em direção à Ponte Rio Niterói, para a Região dos Lagos nos chamados de feriadões.

A rodovia que liga os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo é a estrada federal com maior número de roubos de veículos. O levantamento foi feito pela Polícia Rodoviária Federal, tendo como base nos dados da Polícia Civil. No total foram 906 assaltos, nos 10 primeiros meses desse ano.

O dados superam os 891 casos registrados em todo o ano de 2017. O repórter cinematográfico, Ednaldo Fernandes, morador de Itaboraí conta que perde uma hora e meia a mais no tempo de trajeto, indo por Magé para fugir dos assaltos a ônibus na rodovia.

Já um outro ouvinte que pediu para ter a identidade preservada relata que deixou de utilizar a BR-101 para as viagens de fim de semana.

Segundo o estudo da PRF, a maioria dos casos acontecem as sextas-feiras, a partir das sete horas da noite, no trecho entre São Gonçalo e Itaboraí. Para o porta-voz da Polícia Rodoviária Federal no Rio, José Hélio a região de São Gonçalo figura entre as mais violentas.

A última vítima dessa violência na rodovia foi o tenente do Exército, Ezenilton Mudesto Silva morto na noite de domingo, em uma tentativa de assalto.

A Delegacia de Homicídios investiga o caso. Nessa segunda-feira (5), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu três carros em uma operação para capturar os envolvidos na morte do militar.

Fonte: www.bandnewsfmrio.band.uol.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui