O presidente da Câmara Municipal de Águas de São Pedro, Manoel Azevedo Noronha Filho, o Nelinho, irá propor uma campanha regional contra a iniciativa do governo estadual de privatizar as rodovias Piracicaba-São Pedro (SP-304) e Piracicaba-Charqueada (SP-308). A proposta será feita durante sessão no dia 10 de setembro.

Com essa iniciativa do governo estadual, ambas as rodovias — atualmente administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) — passarão a ter praças de pedágio e serão concedidas à iniciativa privada. O governo do Estado de São Paulo já publicou a iniciativa no Diário Oficial.

“Temos que nos antecipar a esta iniciativa e barrar já, mostrando que somos contrários a concessão destas rodovia à iniciativa privada”, comentou Nelinho. Sua ideia é realizar uma coleta de assinaturas da população regional contrária à esta proposta.

“Com certeza, a privatização destas rodovias não são aprovadas pela nossa população, que sabe que esta concessão vai levar à instalação de pedágios, onde todos vão pagar: seja quem passar com seus veículos, seja quem estiver viajando de ônibus e também quando consumirmos produtos que são transportados por estas rodovias. Consequentemente, todos vão sofrer impactos”, comentou.

A ideia é que as Câmaras Municipais de Americana, Santa Bárbara d´Oeste, Piracicaba, Santa Maria da Serra, e Ipeúna façam coro a essa campanha.

Levantamento

Ainda de acordo com Nelinho, o governo estadual investiu, com recursos da população, R$ 57,6 milhões na rodovia Piracicaba-São Pedro e mais R$ 54,1 milhões na rodovia Piracicaba-Charqueada. Também foi feito um investimento de R$ 37,2 milhões na Rodovia Luiz de Queiroz, no trecho que compreende Americana e Piracicaba.

“No total, foram investidos mais de R$ 158 milhões na duplicação e melhorias destas rodovias e, agora, o governo quer privatizar e autorizar a colocação de pedágios. Somos contra e vamos mostrar que a população não aceita mais esta investida contra o seu bolso”, finalizou.

Fonte: www.piranot.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui