A carreta Iveco de Castro-PR que chocou com o ônibus tinha várias multas

O Estradas.com.br apurou que a carreta envolvida no acidente com ônibus, que resultou na morte de 41 pessoas até agora, tem várias multas e ambos os veículos estão inadimplentes com DPVAT. Além disso, o motorista não tinha habilitação para dirigir bitrem, só carro

Quatro das multas estão no sistema da Polícia Rodoviária Federal, num total de 21 pontos, sendo três delas, em 2020. Duas por evasão de pedágio e uma por passar o sinal vermelho. As multas somam R$ 1.024,42. O veículo está registrado em nome de Machado e Moraes Transportes LTDA sediada em Castro (PR).

No sistema do Detran do Paraná, onde a carreta está registrada, constam R$ 910,90 em multas e dívida de R$ 5,78 do DPVAT. Apesar de constar inadimplência do Seguro DPVAT, as vítimas envolvidas no acidente não deixarão de ser indenizadas. Não importa de quem foi a culpa no acidente.

Quanto ao ônibus envolvido no acidente não aparecem multas no sistema da Polícia Rodoviária Federal, mas o veículo também está inadimplente no DPVAT, o valor pendente é o custo anual de R$ 10,57. O veículo está em nome da empresa Star Fretamento e Locação Eireli de Taquarituba-SP.

O ônibus está com a certificação do cronotacógrafo em dia. Já a carreta está vencido mas  Portaria do Inmetro suspendeu o vencimento dos prazos.

O equipamento é fundamental para a perícia do acidente, pois registra velocidade praticada em todo trajeto, tempo de direção contínuo e distância percorrida.

Acidente deixou 41 mortos até o momento

O acidente ocorreu na altura do Km 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho (SP-249), próximo à cidade de Taguaí, no interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (25), envolvendo um ônibus – que transportava funcionários da empresa de confecção Stattus Jeans, em Taguaí – e um bitrem, resultou na morte de 37 pessoas no local e outras quatro a caminho do hospital, de acordo a PMRv.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui