TRAGÉDIA: Ao menos, cinco pessoas morreram carbonizadas - algumas delas, decapitadas - em grave acidente na Via Dutra, em S. J. dos Campos, na manhã desta terça (14), segundo a PRF. Fotos: Divulgação/PRF

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ocorrência foi registrada na pista sentido SP. Todas os mortos são do sexo masculino e eram presidiários que tiveram autorização para saída temporária*

Um grave acidente (sinistro) no km 134 da Via Dutra (BR-116), em, São José dos Campos (SP), envolvendo seis veículos, sendo um ônibus, deixou seis pessoas mortas, de um dos carros de passeio, e outras sete feridas, sendo seis do ônibus e uma de um dos carros de passeio, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Ainda de acordo com a PRF, por volta de 9h30, ocorreu um engavetamento envolvendo quatro carros de passeio, uma carreta e um ônibus de turismo fretado, que transportava presos da Colônia Penal de Tremembé, no Vale do Paraíba, que estavam com o benefício da saída temporária oficialmente instituída.

Devido ao impacto, segundo a PRF, dois carros, um GM Corsa e um VW Gol, além do ônibus pegaram fogo. As vítimas fatais, todas do sexo masculino, morreram carbonizadas, sendo que duas delas ficaram presas às ferragens. Verificou-se que uma das vítimas teve um corte profundo no pescoço, mas não chegou a ser decapitado. Por conta do fogo, a queimadura chegou ao grau de desintegração de partes de membros das extremidades das vítimas como pés e mãos.

Segundo a PRF, o tráfego ficou prejudicado, logo após a ocorrência do sinistro. A pista sentido São Paulo foi a mais afetada, porque as equipes da concessionária, do Corpo de Bombeiros e da PRF tiveram que atuar no local. Os feridos, sendo uma vítima leve e seis moderadas, socorridas para FUSAM de Caçapava e outros hospitais.

Segundo nota divulgada pela PRF, todas as vítimas haviam sido levadas ao hospital FUSAM. Entretanto, o Estradas entrou em contato o hospital e soube, por meio da assessoria de imprensa, que apenas uma pessoa deu entrada. O estado de saúde, sexo e idade não foram divulgados. A reportagem não recebeu informações para onde foram levadas os outros seis feridos.

Veja a nota na íntegra da PRF:

Na manhã desta terça-feira (14), por volta das 9h40, ocorreu um engavetamento no Km 134,2 da BR 116, na pista sentido São Paulo, em São José dos Campos.

O acidente envolveu dois veículos de passeio, um caminhão e um ônibus de turismo.
Devido ao impacto, um dois veículos de passeio e o ônibus pegaram fogo.

A pista no local do acidente foi interrompida totalmente para o trabalho das equipes da PRF e da concessionária, com a poio do Corpo de Bombeiros.

As 6 vítimas fatais estavam em um automóvel GM Corsa, placas de São José dos Campos. 6 feridos estavam em um ônibus de turismo, placas de São Paulo (SP). Uma passageiro de um automóvel Gol também se feriu.

As vítimas do automóvel e do ônibus estavam vindo da colônia penal de Tremembé e seguiam para a capital paulista.

A pista sentido RJ foi liberada às 11 horas, porém o trânsito na pista sentido SP fluiu por uma via de acesso lateral. O acidente gerou 10 km de lentidão na rodovia Presidente Dutra. O trânsito foi liberado totalmente por volta das 13 horas.

Dinâmica do acidente

O trânsito estava lento por conta de um acidente envolvendo dois automóveis. O caminhão reduziu a velocidade, assim como o Corsa, que vinha logo atrás. O ônibus não conseguiu reduzir e prensou o Corsa na traseira do caminhão. Um Gol vinha atrás e colidiu na traseira do ônibus.

Com a colisão, o Corsa pegou fogo, carbonizando seus ocupantes. O ônibus e o Gol também se incendiaram, porém os ocupantes conseguiram sair a tempo. Uma passageira do Gol teve ferimentos leves. As vítimas foram encaminhadas para FUSAM de Caçapava.

MOTORISTA FUGIU: Segundo a PRF, o motorista do ônibus fugiu do local. A PRF ainda não divulgou nenhuma informação sobre o veículo, que pegou fogo.

De acordo com a PRF, o motorista do ônibus ficou ferido, mas fugiu do local do sinistro. Assim como a maioria dos passageiros. Não se sabe a causa do condutor não permanecer no local. Pode ter sofrido ameaça.

Segundo a PRF, a perícia Técnica e Científica estadual esteve no local e determinará as causas primárias do sinistro, bem como a causa das mortes. O fogo iniciou-se após a colisão. Houve tentativa de resgate das vítimas, mas infelizmente, por conta do incêndio, não teve sucesso.

Entre os carros de passeio envolvidos, estão um GM Corsa, com placas de São José dos Campos, onde estavam as cinco pessoas mortas, e um VW Gol, que colidiu na traseira do ônibus (ainda sem identificação da empresa).

Questionada pelo Estradas sobre os dados da empresa responsável pelo veículo, a PRF informou apenas que o ônibus era fretado. O condutor e a maioria dos passageiros evadiram-se antes da chegada da PRF, acrescentou a Corporação.

EM ANDAMENTO: Segundo a PRF, não se sabe o motivo do sinistro. Cinco pessoas morreram carbonizadas, sendo que algumas delas foram decapitadas. Todas elas eram presidiárias e estavam com autorização de saída temporária.

De acordo com a concessionária NovaDutra, as pistas nos dois sentidos  sentido SP, ficou com tráfego interrompido por mais de uma hora, após a ocorrência do sinistro. No sentido São Paulo, foi

Já a pista sentido RJ, tem tráfego lento na pista Expressa. Em São José dos Campos, entre os km 137 (inicial) e 134 (final).

CONGESTIONAMENTO: Segundo a NovaDutra e a PRF, o tráfego ficou prejudicado nos dois sentidos por várias horas.

(*) Matéria atualizada às 15h25

6 COMENTÁRIOS

      • Prezada Sara, bom dia!

        Infelizmente, a falta de fiscalização efetiva das polícias rodoviárias acaba não coibindo esse tipo de infração.

        O portal Estradas preza pela vida humanas e está questionando as autoridades sobre alguns apsectos envolvendo esse trágico acidente (sinistro de trânsito).

        Obrigado por nos prestigiar!
        Atenciosamente,
        Equipe Estradas

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui