PASSEIO: As nove cidades que compõem o Circuito das Águas Paulista (CICAP), cada qual com sua especificidade na oferta de passeios, agrada aos mais diversos turistas, oferecendo de aventuras radicais ao turismo rural, de compras, de saúde e gastronômico. Foto: Divulgação/CICAP

Circuito das Águas Paulista (CICAP) oferece opções de lazer tanto para quem busca aventura como para quem apenas quer viver a tranquilidade do interior

As nove cidades que compõem o Circuito das Águas Paulista (CICAP), cada qual com sua especificidade na oferta de passeios, agrada aos mais diversos turistas, oferecendo de aventuras radicais ao turismo rural, de compras, de saúde e gastronômico.

Com municípios emoldurados pela Serra da Mantiqueira Paulista, com clima ameno e estradas que serpenteiam entre as montanhas ligando as cidades, muito pode ser visto e vivido nessa região. Que tal um passeio para curtir esse inverno tão friorento? Escolha uma das cidades para pousar e aproveite!

Em Águas de Lindóia, cidade tranquila com grande oferta de hospedagem, nada melhor do que uma visita ao Balneário, um verdadeiro SPA com banhos relaxantes e hidratantes, massagens, ducha escocesa, entre outros serviços, e todo um tratamento de saúde através das águas, que atrai brasileiros e estrangeiros desde sua inauguração em 1º de novembro de 1959.

Amparo é um excelente destino para quem gosta de turismo rural. Há vários sítios produtores de uvas, com produções artesanais, onde é possível conhecer a história dos imigrantes italianos que se instalaram na região, além de provar delícias do campo.

Cidade com dois grandes parques aquáticos, em Jaguariúna é possível aprender wakeboard, uma variação do surf com prancha semelhante à de snowboard, que se conecta ao barco e propicia até manobras no ar, ou apenas se divertir nos imensos infláveis em meio à água.

FLORES: Passear pelas ruas e avenidas de Holambra é um convite à contemplação de flores, plantas, cores e tons. Foto: Divulgação/CICAP

Para quem gosta de flores e sabores, Holambra é um passeio que certamente vai agradar. Conhecer as estufas de plantação de flores, que formam na época da florada uma visão em diferentes matizes de cores e tons, encanta os olhos. Há ainda os sabores típicos da Holanda, como apfelstrudel, Orange Bloem e Moka Gebakje.

Lindóia, a “Capital Nacional da Água Mineral”, também oferece ao visitante alambiques artesanais, dos mais rústicos aos mais sofisticados, onde é possível degustar as cachaças produzidas nos espaços, com tons e sabores diversos.

Monte Alegre do Sul é um oásis para os praticantes de cicloturismo. Estradas de terra cortam a área rural da cidade, apresentando paisagens únicas e bucólicas, em meio à tranquilidade e à segurança que a cidade oferece.

Inserida no Circuito das Águas Paulistas, a cidade, conhecida como ‘cidade presépio’, recebe seus turistas de forma consciente e seguindo todos os protocolos sanitários de prevenção contra o coranavírus. E é uma boa dica para quem gosta de tranquilidade e é vidrado em natureza, gastronomia, cachaça, doces e café. Bom, não é?!

Com boas opções de hotéis e pousadas, restaurantes – que também estão com capacidades reduzidas para o atendimento ao público (verificar com os estabelecimentos) – e passeios, Monte Alegre do Sul, no interior de São Paulo, está distante a apenas 150 quilômetros da capital paulista.

CIDADE-PRESÉPIO: Monte Alegre do Sul é um verdadeiro paraíso para quem aprecia a natureza e o sossego. Foto: Aderlei de Souza

A visita à ‘Cidade-Presépio’ exige sem sobras de dúvida uma passadinha na Doçaria Peschiera. Lá, se degusta a melhor coalhada do Brasil, que teve a receita original preparada pelo fundador ‘seo’ Nelson Peschiera. É imperdível. Principalmente acompanhada com calda de figo (tem outros sabores). A sobremesa já ganhou vários prêmios. Além de oferecer produtos saborosíssimos, o atendimento – atualmente sob o comando de um dos filhos do ‘seo’ Nelson, o Cássio, e do neto Vinícius – é primoroso.

DUAS GERAÇÕES: o filho Cássio está à frente da Doçaria Peschiera, fundada pelo ‘seo’ Nelson. No destaque, uma das receitas de grande sucesso: o creminho. Foto: Aderlei de Souza

O Rio do Peixe é a grande estrada de água que oferece muita adrenalina para os aventureiros que em Socorro podem praticar rafting. Em botes infláveis que transpõem corredeiras de diversos níveis de dificuldade, com até 7 km de percurso, é uma verdadeira prova de habilidade e trabalho em equipe, além de uma deliciosa aventura.

O Festival de Inverno da Pedra Bela Vista, em Socorro, promete animar o mês com muita variedade. A primeira semana do evento, até domingo (18), será dedicada aos caldos. Serão quatro sabores servidos na área reservada do parque, onde um buffet estará à disposição para os que preferirem o restaurante. Para os visitantes que estiverem curtindo o dia sentados na Pedra, os caldinhos estarão disponíveis em cumbucas individuais. De 19 a 25, é a vez de tábua de frios harmonizada com vinho. Para finalizar, de 26 a 1º/8, será a Semana da Cerveja Artesanal, quando ocorrerá o lançamento da Stone Beer, a marca própria de cerveja artesanal da Pedra. Todos os fins de semana, som instrumental ao vivo para embalar o fim de tarde. Outra sugestão é a tradicional fogueira com o Pan de Palo – pãozinho na haste que a pessoa mesmo assa na fogueira e depois recheia do jeito que quiser.

VISTA MARAVILHOSA: Quem quiser poderá aproveitar o Festival de Inverno, em Socorro. Essa imagem espetacular é da Pedra Bela. Foto: VGCOM/ASTUR/Shane Glen

Aventura também aparece nos roteiros em Serra Negra, nos passeios de balão que saem ao amanhecer, sobrevoando as montanhas da Serra da Mantiqueira Paulista ou nos voos de paraglider, que cortam o céu da cidade. Mesmo quem nunca praticou o esporte pode viver a experiência em voo duplo com instrutor.

Fechando o circuito de muito lazer, adrenalina e tranquilidade, a cidade de Pedreira é ponto quase que obrigatório de parada para compras, com suas lojas de porcelana com preços de fábrica, onde é possível encontrar peças para decoração, como porcelanas utilitárias das mais tradicionais às mais modernas.

O Circuito das Águas Paulista é um destino próximo à cidade de São Paulo e uma excelente opção para passeios de um dia, fim de semana ou para o período de férias.

Mais informações sobre o Circuito visite www.circuitodasaguaspaulista.sp.gov.br

Onde ficar?

Monte Alegre do Sul

Como foi citado no início do texto, o Circuito das Águas Paulistas tem opções de hospedagens muito boas em suas nove cidades. O Estradas selecionou algumas delas em Monte Alegre do Sul e Socorro. que variam de acordo com o gosto e bolso do turista. Independente de valores, todas os locais estão respeitando rigorosamente os cuidados preconizados pelas autoridades de saúde.

Veja a relação e escolha o seu cantinho preferido. Para quem estiver com a família, destacamos duas boas opções: o Riacho Verde Hotel, com excelente infraestrutura, boa gastronomia e área de lazer, além de ter monitores para cuidar dos baixinhos; e o Ibiti Hotel Rural, que também tem boas opções de chalés, boa gastronomia, piscina e atendimento muito bom.

LAZER E BOA COMIDA: Um dos hotéis em Monte Alegre, o Riacho Verde, oferece lazer de sobra e gastronomia de primeira. Foto: Aderlei de Souza

Agora, se o passeio for feito somente por adultos, há duas escolhas: a Villa Cottage Pousada, localizada no coração da cidade, é excelente escolha. Tudo é muito bom por lá, a começar pela recepção. A pousada, sob o comando de Marta Sochan, conta com nove chalés (capacidade reduzida por conta da pandemia) bem aconchegantes novos e um delicioso café da manhã, além de espaço para relaxar (rede, leitura e piscina). Vale cada centavo!

ACONCHEGO: A Pousada Villa Cottage tem café da manhã saboroso, tranquilidade, excelente instalações  ótimo atendimento. Foto: Aderlei de Souza

Socorro

Já para quem prefere a Serra da Mantiqueira, Socorro tem diversos hotéis-fazenda e também os convencionais. Há hospedagem para todos os gostos. A maioria oferece entretenimento para todas as idades, com monitoria profissional.

O Hotel Fazenda Village Montana é outra opção de hospedagem. Possui espaço e diversos itens de lazer, além de um American Bar com diversos drinques e aperitivos. As refeições estão incluídas na diária. O restaurante serve pratos da culinária regional.

Caso viaje com a família, o Hotel Fazenda 7 Belo pode ser o local ideal para hospedagem, por estar localizado em uma área totalmente plana, com fácil acesso para crianças e pessoas com pouca mobilidade.

PISCINA AQUECIDA: O Hotel Fazenda 7 Belo também tem um lago para pesca esportiva, que pode ser utilizado de dia ou à noite. Para a família, são mais de 15 opções de lazer como fazendinha, piscina aquecida, quadra de tênis, mini campo de golfe e sala de jogos. Foto: VGCOM/ASTUR/Shane Glen

Agora, se você imagina um lugar ideal para relaxar e se divertir a dois ou com sua família, certamente deve conhecer a Terra dos Sonhos, complexo hoteleiro inaugurado em 2019, que reúne uma verdadeira experiência dos sonhos, que valoriza a acessibilidade.

O conceito arquitetônico do hotel contrapõe uma tradicional sede de fazenda, construída há mais de um século, com um símbolo da globalização: os contêineres que, antes de chegarem ali, rodaram todos os continentes, transportaram produtos entre os mais distantes países do nosso planeta, como China, Paquistão, aldeias longínquas da África ou Nova York.

O Hotel Fazenda Terra dos Sonhos oferece 12 acomodações, construídas em confortáveis contêineres, restaurante e dois conjuntos aquáticos, com piscina coberta e externa, ambas aquecidas e saunas seca e úmida.

Há dois lagos de pesca oferecem ao visitante a experiência de relaxar em uma divertida e contemplativa atividade. Além disso, há passeio a cavalo, charrete e trole. O praticante tem a oportunidade de contemplar a beleza da paisagem entre as montanhas enquanto cavalga tranquilamente na companhia de condutores treinados.

ALMOÇO DA ROÇA: Do feijão à sobremesa, tudo é preparado com muito carinho. O resultado? Pratos saborosíssimos. Foto: Divulgação

Como chegar?

Opção 1: Saindo de São Paulo, acesse a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) e siga até o km 47, onde adentrará à Via Anhanguera (SP-330). Siga até o km 61, e, entre, à direita, na SP-360 (Rodovia João Cereser), com destino a Itatiba. Ainda na SP-360 (agora, Rodovia Eng. Constâncio Cintra) passe por dentro das cidades de Itatiba, Morungaba e Amparo, observando sempre as indicações para Serra Negra. Em Amparo, siga as placas com destino a Serra Negra, até chegar na Praça Lions Internacional e adentrar, novamente, na SP-360, à esquerda. Você irá passar pela base da Polícia Militar Rodoviária, à esquerda da via, e irá percorrer uns três quilômetros até a entrada, à direita, na Rodovia Pedrina Maria da Silva Valente, rumo a Monte Alegre do Sul. são, em média, 150 quilômetros.

Opção 2: Saindo de São Paulo, utilizar a Rodovia Fernão Dias (BR-381), sentido Belo Horizonte, passando pelos municípios de Mairiporã e Atibaia. Depois de passar por Atibaia, siga sentido Bragança Paulista. Saia da Fernão Dias, no km 22, entrada à cidade de Bragança Paulista. Siga até Pinhalzinho e depois Monte Alegre do Sul. São, em média, 140 quilômetros.

Vela ressaltar que a distância, em km, varia de acordo com o local de saída da capital. No caso da opção 1, ela é recomendada para quem é amante de belíssimas paisagens, por conta do “túnel verde”, nas proximidades de Morungaba. Já na opção 2, o percurso é menor, entretanto, a Fernão dias é uma rodovia que requer muito mais atenção do motorista.

Pedágios

As tarifas de pedágios das rodovias que passam pelo Circuito das Águas Paulista estão nos sites das respectivas concessionárias. São elas:

AutoBAn: www.autoban.com.br

Rota das Bandeiras: www.rotadasbandeiras.com.br

Renovias: www.renovias.com.br

2 COMENTÁRIOS

  1. Matéria excelente. Explorou algumas das tantas maravilhas e encantos dessa região tão linda e especial. Faltou mencionar o céu maravilhoso visto em algumas regiões do circuito das águas, e ainda do Polo Astronômico de Amparo, onde está em operação o maior telescópio do Brasil aberto para a visitação pública !

    • Prezado, Mariano, bom dia!

      Obrigado por nos prestigiar.
      Agradecemos também pela dica a respeito de pontos importantes que ficaram ocultos. Certamente, numa próxima oportunidade, não deixarão de abrilhantar a matéria.

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui