PRONTAS: As marginans da Rodovia Atílio Balbo (SP-322), em Sertãozinho (SP),estão concluídas e serão liberadas ao tráfego nesta segunda-feira (14). Fotos: Divulgação

De acordo com a concessionária Entrevias, tráfego de veículos será liberado nas três marginais; investimento é de cerca de R$ 3 milhões

A concessionária Entrevias concluiu as obra de implantação de três marginais da Rodovia Atílio Balbo (SP-322), na área industrial de Sertãozinho, no interior de São Paulo, e irá o tráfego de veículos nesta segunda-feira (14).

De acordo com a empresa, a construção das três marginais – com extensão de 1.800 metros e investimento da ordem de R$ 3 milhões – irá proporcionar mais fluidez ao tráfego de veículos da região.

Ainda de acordo com  a Entrevias, o objetivo é separar o tráfego viário local do tráfego rodoviário de longa distância, que têm velocidades e características diferentes e impactam diretamente nas condições do trânsito da via expressa. A separação dos tráfegos visa aumentar a segurança dos usuários durante os deslocamentos e entrada e saída da cidade.

Polo sucroenergético

A cidade de Sertãozinho é considerada o polo industrial sucroenergético e concentra grande parte das empresas às margens das rodovias Atílio Balbo e Armando de Sales Oliveira (SP-322). Por conta disso, irá beneficiar o alto fluxo de carga e descarga e o deslocamento de trabalhadores na região, que antes da construção das marginais precisavam adentrar diretamente a rodovia. A obra das marginais foram iniciadas em maio e são uma obrigação contratual entre a Entrevias e a Artesp.

Características da Obra

Segundo a Entrevias, em cinco meses de obras, foram construídas três marginais, sendo duas contínuas e de mão dupla no sentido Leste (Sertãozinho-Ribeirão) e uma via de sentido único no sentido Oeste (Ribeirão-Sertãozinho). A maior delas, de aproximadamente 1.100 metros, começa no Km 332 e segue até o Km 333, próximo ao acesso à cidade (Trevo do Cristo).

Já a segunda, com 300 metros de extensão, tem início no Km 332 e se estende até o Km 332; enquanto a terceira, com 400 metros de extensão, começa no Km 332 e segue até o Km 331, próxima ao Clube Vale do Sol. As obras geraram cerca de cem postos de trabalho.

No caso da construção da marginal no sentido Oeste, foi realizado uma alteração definitiva no tráfego dos veículos que seguiam pela Atílio Balbo para adentrar à SP-322. Foi implantado um faixa de aceleração na marginal e demolido a que havia na saída.

MARGINAL OESTE: No caso da construção da marginal no sentido Oeste, foi realizado uma alteração definitiva no tráfego dos veículos que seguiam pela Atílio Balbo para adentrar à SP-322.

De acordo com a Entrevias, as novas vias contam com duas faixas de rolamento, sistema de drenagem profunda e superficial, sinalização horizontal e vertical, seguindo padrões da legislação de trânsito, calçadas, defensas metálicas, revestimento vegetal no entorno e iluminação. No caso da marginal Oeste, a empresa construiu também uma ciclovia, possibilitando o deslocamento seguro para os ciclistas e trabalhadores.

Além da melhora nos aspectos de segurança viária e deslocamento, com a implantação dos segmentos de marginal, as obras são importante fomento ao desenvolvimento regional. Isso porque aumentam a capacidade de escoamento de produção dos municípios da região e facilitam a logística rodoviária, já que a SP-322 é importante via estadual que possibilita a interligação com a Via Anhanguera (SP-330) e Rodovia Washington Luís (SP-310).

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui