DEBATE: Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara debate agora, à tarde, em audiência pública a política de preços dos combustíveis praticada pela Petrobras. Foto: Divulgação

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara promove audiência pública hoje sobre a política de preços dos combustíveis praticada pela Petrobras. O debate foi proposto pelos deputados Aureo Ribeiro e Célio Moura.

Ribeiro preocupa-se com a insatisfação de caminhoneiros de todo o País com o aumento de 5,7% no preço do diesel anunciado recentemente. “Mais da metade das mercadorias que circulam no País são responsabilidade dos transportes de cargas no sistema rodoviário. Assim, é imprescindível que os problemas que atingem os caminhoneiros sejam debatidos e resolvidos de forma eficiente, para não atingirem drasticamente a população e os cofres públicos”, destacou.

Já Moura questiona a política de preços baseada no mercado internacional e as justificativas econômicas para a adoção desse caminho. “O fato é que o consumidor brasileiro fica à mercê desses reajustes, sem conseguir divisar com clareza a necessidade e a procedência das justificativas adotadas pela empresa”, completou.

Convidados para o debate:

– o coordenador-geral de Acompanhamento de Mercado do Ministério de Minas e Energia, Deivson Matos Timbó;
– o coordenador geral de Estudos e Monitoramento de Mercado do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Andrey Vilas Boas de Freitas;
– o superintendente de defesa da concorrência, estudos e regulação econômica da Agência Nacional de Petróleo, Bruno Conde Caselli;
– o gerente de Preços da Petrobras, Gustavo Scalcon;
– o representante da Cooperativa dos Transportadores Autônomos do Brasil Wallace Costa Landim (Confirmado); e
– o técnico do Instituto de Pesquisas Sociais, Econômicas e do trabalho nas Indústrias do Ramo Energético, Henrique Jagger.

O evento ocorre às 14h30 desta terça (5), no plenário 8, com transmissão interativa.

Os interessados poderão participar enviando perguntas e sugestões aos convidados. Clique no banner abaixo e participe.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui