ESTUDO: DER já iniciou levantamento topográfico na MG-262, local que cedeu nessa terça-feira (11). Será feito um desvio provisório, com previsão de liberação na próxima semana. Foto: Redes Sociais

De acordo com o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG), levantamento topográfico será feito até esta quinta-feira (13) para definir local do futuro desvio

As equipes de manutenção do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG) já trabalham no local que cedeu no km 47 da rodovia MG-262, entre Mariana e Ponte Nova, a fim de estabeleceram uma programação de serviços para recuperação de tráfego no local.

De acordo com o DER, até esta quinta-feira (13), será feito o levantamento topográfico nas proximidades do local, com o objetivo de definir uma traçado para a construção de uma passagem próxima (variante).

Ainda de acordo com o DER, esta passagem terá a capacidade de atender aos veículos (leves e pesados) que trafegam pela rodovia. Com o estudo concluído, estima-se em dois dias para a construção desta variante a rodovia.

Segundo o DER, tanto o levantamento topográfico como a construção dependerá de condições climáticas favoráveis.

Os motoristas devem redobrar a atenção nesse período de chuvas intensas em todo o Estado, respeitando os locais sinalizados, bem como os limites de velocidade.

O Órgão recomenda: “se puder, evite deslocamentos desnecessários“. Mais informações no site do DER-MG.

Pista cedeu

Nessa terça-feira (11), a rodovia MG-262 cedeu na altura do km 47, entre Mariana e Ponte Nova, e ficou totalmente intransitável, nos dois sentidos, sem previsão de liberação.

A rodovia faz parte dos 43 pontos com interdição total no Estado, além dos 96 pontos de interdição parcial, entre trechos estaduais e federais.

4 COMENTÁRIOS

    • Xará, vc não entendeu. Até quinta feira, fica pronto o levantamento topográfico. O desvio deve ficar pronto até o final do ano e o conserto definitivo até o início do ano de 2033, entendeu?

  1. Xará, vc não entendeu. Até quinta feira, fica pronto o levantamento topográfico. O desvio deve ficar pronto até o final do ano e o conserto definitivo até o início do ano de 2033, entendeu?

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui