A iniciativa inclui interrupção de obras nos horários de maior fluxo para reduzir ainda mais os índices de acidentes

DNIT monitora tráfego no trecho em obras da BR-381/MG durante o feriado

Em quatro anos houve redução de 33% nos registros de acidentes na BR-381

A Superintendência Regional do DNIT em Minas Gerais iniciou, na tarde de quarta-feira (03/06) o monitoramento de tráfego da BR-381 Norte, por causa do feriado de Corpus Christi. O acompanhamento será concentrado, principalmente, no trecho entre o Trevo de Barão de Cocais e o de Caeté, local onde podem acontecer retenções de tráfego devido às obras de duplicação da rodovia.

De acordo com o superintendente do DNIT/MG, Evandro Fonseca, o objetivo é aumentar a segurança dos usuários da rodovia. “Com o feriado, o número de veículos na pista aumenta consideravelmente, por isso é importante que o motorista fique atento à sinalização e evite os horários de pico para chegar ao destino com mais tranquilidade”, ressalta o superintendente.

O monitoramento vai até o meio-dia de segunda-feira, com apoio das equipes da Polícia Rodoviária Federal. Ele vai garantir que as informações sobre o fluxo e possíveis retenções sejam repassadas em tempo real para a imprensa. A ação pode auxiliar os motoristas a evitarem os trechos mais congestionados em determinados períodos.

As empresas que realizam as obras farão interrupção das atividades que podem interferir no fluxo da rodovia, como detonações de rochas e o transporte de materiais das obras nos horários em que o tráfego aumenta nos dois sentidos, por causa da movimentação do feriado.

A ação conjunta entre o DNIT, as construtoras e a PRF visa dar mais conforto aos usuários, diminuindo possíveis transtornos com as obras de duplicação e reduzir ainda mais o número de acidentes na BR-381. Entre os anos de 2010 e 2014, houve redução de 33% no número de acidentes fatais entre Belo Horizonte e Governador Valadares, segundo dados fornecidos pela Polícia Rodoviária Federal.

As estatísticas demostram que a redução foi ainda maior no trecho entre Belo Horizonte e João Monlevade: 53%. Nesse período, o DNIT implantou cerca de 50 redutores eletrônicos de velocidade nos 310 km da rodovia, entre a capital e Governador Valadares.

Fonte: Ascom

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui