CRIME AMBIENTAL: Ocupantes de van são detidos na Via Dutra com um pássaro silvestre e mercadorias sem nota fiscal. Foto: Divulgação

Suspeitos foram flagrados pela PRF no pedágio com um pássaro e mercadorias sem nota fiscal

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Rio de Janeiro flagrou uma van no pedágio da Via Dutra (BR-116) na manhã dessa sexta-feira (6), com cinco ocupantes que transportavam mercadorias sem nota fiscal e um pássaro.

De acordo com a PRF, no veículo tinha uma ave, gaiolas, arapucas, além de mercadorias sem documentação foram apreendidas pelos agentes na rodovia, em Itatiaia.

Ainda de acordo com a PRF, os agentes faziam uma blitz na praça do pedágio, km 319 da Dutra, quando abordaram uma van com cinco ocupantes, que estavam a serviço de uma empresa que vende produto de porta em porta.

Segundo os policiais , durante fiscalização, foram encontradas diversas mercadorias sem documentação fiscal, além de gaiolas, arapucas e também uma ave silvestre da espécie “Sorophila Nigricollis”. O pássaro estava sem anilha ou qualquer documentação ambiental.

Um dos ocupantes, de 31 anos, se identificou como proprietário da ave silvestre e o outro, de 47 anos, alegou ser dono das 11 gaiolas e duas arapucas.

Foi lavrado um termo circunstanciado de ocorrência (TCO), para o condutor e passageiro, que se comprometeram a comparecer ao Juizado Especial Criminal (JECRIM), por crime ambiental, e responderão o processo em liberdade.

A mercadoria sem nota fiscal, o veículo e demais ocupantes foram encaminhados para o posto fiscal de Nhangapi, em Resende, onde foram autuados por crime fiscal.

A PRF contou com o apoio da Guarda Ambiental de Resende que recebeu as aves, gaiolas e arapucas para as medidas cabíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui