RITMO ACELERADO: As obras de duplicação da Travessia Urbana de Tianguá, na BR-222, no Estado do Ceará, estão em ritmo acelerado, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Foto: Divulgação/Dnit

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), equipes se empenham nos trabalhos ao longo da BR-222

As obras de duplicação da Travessia Urbana de Tianguá, na BR-222, no Estado do Ceará, estão em ritmo acelerado, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

De acordo com a Autarquia, atualmente estão sendo realizados serviços remanescentes de adequação de capacidade e eliminação de pontos críticos. O empreendimento inclui, ainda, a duplicação da rodovia federal na região, do segmento compreendido entre os km 309,25 e 315,8, totalizando 6,52 quilômetros de extensão.

Ainda de acordo com o Dnit, atualmente, as equipes realizam serviços de terraplanagem, além de correção do muro de contenção em terra armada, da regularização de subleito, sub-base e base, além da imprimação da base, da drenagem e a complementação das OAEs. A previsão é de que os serviços sejam concluídos e o segmento entregue à população em 2022. Para isso houve um reforço no empenho no valor de R$ 12 milhões, usado para impulsionar o andamento do trabalho nos meses de outubro, de novembro e de dezembro.

O contrato assinado para a obra prevê um investimento superior a R$ 66 milhões e busca garantir maior segurança viária aos usuários, assim como melhorar a capacidade de tráfego na BR-222, facilitando o transporte de cargas.

O trecho a ser duplicado interligará Tianguá à capital Fortaleza, bem como irá interligar com o estado do Piauí, Maranhão e com a Região Norte do país, além de municípios do interior cearense. Desse modo, após sua conclusão, a obra irá melhorar a logística de transportes de mercadorias da região, impulsionando a economia no estado.

Retomada

Paralisados desde 2011, a retomada dos serviços faz parte da linha adotada pelo Governo Federal e Ministério da Infraestrutura de concentrar esforços na conclusão de obras paralisadas. A ordem para o reinício dos trabalhos foi realizada pelo Dnit no início deste ano e, desde então, já foram executados serviços de drenagem, terraplenagem e ensaios em Obras de Arte Especiais (OAEs).

Com informações da Ascom do Dnit

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui