Pagamento eletrônico já é utilizado pelas concessionárias do grupo Ecorodovias

De acordo com o Grupo Ecorodovias, solução – ainda inédita nos pedágios paulistas – foi autorizada, em caráter de teste, pela Artesp

Os pedágios do Grupo EcoRodovias nas praças administradas pela Ecovias e Ecopistas, em São Paulo, já fazem uso de uma nova tecnologia que dispensa uso de senhas e qualquer contato com o dinheiro para o pagamento das tarifas.

As duas concessionárias são as primeiras a testar a solução no Estado de São Paulo com o protocolo bancário utilizado largamente pelo varejo. Os usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), da Ecovias; e do Sistema Ayrton Senna-Carvalho Pinto, da Ecopistas, já contam com esse novo sistema seguro para efetuar o pagamento das tarifas.

De acordo com a Ecorodovias, trata-se da tecnologia Near Field Communication (NFC) que, sem a utilização de senhas, permite que pagamentos menores de R$ 50,00 sejam realizados por meio da troca de informações entre dispositivos compatíveis, ou seja, que possuem os sensores NFC, como cartões de débito e crédito e até em relógios e pulseiras, sem qualquer custo adicional ao motorista.

A solução, ainda inédita nos pedágios do estado, acaba de ser autorizada, em caráter de teste, pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e é amplamente utilizada no comércio.

O novo recurso está disponível somente aos dispositivos que também possuem essa tecnologia e funcionará da seguinte maneira: Ao passar pelas cabines identificadas com o símbolo universal de aproximação (semelhante ao sinal de internet wi-fi), que também deve constar no dispositivo pagador, o operador de pedágio irá digitar o valor a ser pago e o motorista vai apenas aproximar o seu cartão da máquina de débito e crédito. O NFC transmite uma espécie de código que somente a maquininha e o cartão têm acesso e conclui a operação.

MAIS SEGURANÇA:  A nova tecnologia Near Field Communication (NFC) que permite o pagamento por aproximação é utilizada na Eco050 (foto) e demais concessionárias do Grupo Ecorodovias, desde o início do ano. Foto: Divulgação

Mais segurança

Diante da pandemia de coronavírus, o novo meio de pagamento é também uma forma segura de diminuir os riscos de transmissão da Covid-19, já que não há contato físico entre o operador da cabine e o motorista. Basta aproximar o cartão ou dispositivo ao Leitor para um atendimento Semiautomático e realizar o pagamento da tarifa. Dentre os outros benefícios da nova tecnologia, está a redução de circulação de dinheiro em espécie nas cabines.

De acordo com a empresa, o pagamento por meio de cartão de débito e crédito e também pela tecnologia NFC já está disponível nas concessionárias Eco101, Eco050, Eco135, Ecovia, Ecocataratas e Ecosul que atuam nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. O novo recurso também passou a ser usado na semana passada na na Ecoponte, que administra a Ponte Rio-Niterói, no Rio de Janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui