Mensalmente, a empresa percorre 1,5 milhão de quilômetros nas estradas brasileiras e realiza 1,5 mil voos para cumprir suas entregas. Foto: Divulgação

Líder no segmento bancário e com mais de 18 milhões de entregas realizadas no ano passado, a transportadora Flash Courier espera crescer 53%

A logística no Brasil não para de crescer; tanto na arrecadação como no número de empresas no setor. À medida que cresce o número de concorrentes, aumenta também o potencial de cada uma delas.

Como exemplo, temos a empresa Flash Courier, de São Bernardo do campo, na região do ABC paulista, que pretende crescer 53%, em 2019. A projeção, segundo o CEO, Guilherme Juliani, é ainda maior que a ascensão de 40% registrada em 2018, quando a empresa realizou mais de 18 milhões de entregas.

Segundo Juliani, quatro fatores devem sustentar o crescimento da companhia em 2019: a expansão para operação logística e distribuição de produtos certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a manutenção da liderança no segmento bancário, os fortes investimentos em tecnologia e inovação, e a adaptação às novas exigências do governo.

Na visão do executivo, que comanda a empresa de 25 anos no mercado, o foco será, num primeiro momento, em suprimentos alimentares, amostras grátis, dermocosméticos e correlatos. “Há uma demanda reprimida visível, fato inclusive compreensível dada à complexidade desse tipo de operação.

Estamos trabalhamos duro para nos adequar a todas as normas exigidas e entender todas as especificidades desse mercado. Esperamos que até o final de 2019, esse segmento represente 10% do faturamento total da empresa”, disse.

Juliani acrescenta ainda que a entrada nesse mercado é parte de uma estratégia macro de médio e longo prazo e que a ideia é ampliar os serviços gradualmente para entrega de remédios e correlatos até 2021.

Além da certificação da ANVISA, a empresa deve se fortalecer em outros segmentos neste ano. “O setor bancário segue como o carro-chefe, lidemos este mercado há alguns anos, mas novos grandes clientes estão chegando, de forma que esperamos um forte crescimento desse segmento nos próximos dois anos.

Somente esses novos clientes devem representar cerca de 20% do faturamento da empresa este ano”, explica o CEO. Atualmente, a Flash Courier percorre, mensalmente, 1,5 milhão de quilômetros nas estradas brasileiras, além dos 1,5 mil voos.

LOGÍSTICA COM TECNOLOGIA: Empresa Flash Courier espera crescimento de 53% em 2019. O CEO, Guilherme Juliani (foto), aposta em inovações. Foto: Divulgação

Mas, há o outro lado, que Juliani ressalta, como as mudanças pelas quais o setor bancário deve passar no período, e que devem impactar a operação da Flash. “É preciso atenção para algumas tendências tecnológicas inevitáveis, como QR Code, biometria e mobile, que devem colocar o cartão de plástico em desuso”, pondera.

Tecnológica

Guilherme Juliani explica que para sustentar o forte crescimento previsto para a Flash Courier, a empresa deve seguir investindo em tecnologia e na adaptação às novas exigências do governo. “Sempre falamos que a Flash é mais uma empresa de TI que de logística.

Nosso trabalho é muito focado em cima dos dados e melhoria dos fluxos operacionais. Então tecnologias como robótica, mobile, bigdata, automação e sharing economy têm papel fundamental em nossa operação”.

De acordo com o executivo, a tecnologia é vital no trabalho de adaptação às novas regras do governo, como CT-e, MDF-e, e SPED. “Para gerar todas informações, é preciso muito investimento e uma operação grande e disciplinada.

Investimos na construção de uma malha de distribuição extremamente madura e o que trouxe uma enorme estabilidade para as operações. Nós estamos muito adiantados nesse processo. Então acredito que o potencial de crescimento no setor logístico vai se dar para aquelas empresas que estão preparadas para atender às novas exigências”, finaliza. Informações: http://flashcourier.com.br/

Fonte: Estradas com Flash Courier

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui