O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) recupera o pavimento da PR-364, que faz a ligação entre Inácio Martins e Guarapuava. Motoniveladoras são usadas para ajustar o trecho de rodovia, entre os distritos de Guará e de Góes Artigas, que não é pavimentado. O objetivo é permitir o tráfego de veículos pesados, como caminhões e ônibus escolares.

O trabalho da motoniveladora e também das equipes de restauro serão executados até esta sexta-feira (26). “As chuvas e, também a retomada das obras de pavimentação entre Guará e Góes Artigas, dificultaram o trânsito de veículos. Com a recuperação, os caminhões que vão fazer a pavimentação poderão transitar normalmente, agilizando o trabalho”, afirmou o engenheiro do DER-PR, Luiz Carlos Cristo.

Com a recuperação da rodovia, a empresa que fará a pavimentação vai reforçar os trabalhos de drenagem, terraplenagem e, ainda, a colocação da nova base, etapas que antecedem a pavimentação.

A OBRA – Ao todo, serão asfaltados 12,6 quilômetros de estradas de chão batido. Também está prevista a construção de duas pontes de concreto – uma sobre o Rio Iratim e outra sobre o Rio Bananas. O investimento do Estado na pavimentação entre os distritos de Guará e de Góes Artigas é de R$ 27,9 milhões.

Além da pavimentação, está programada a construção de uma intersecção entre a PR-364 e a BR-277, próximo de Guarapuava. Com estas obras, será concluída a pavimentação entre os municípios de Inácio Martins e Guarapuava, atendendo reivindicação da sociedade de mais de 30 anos.

DUPLICAÇÕES – A obra de pavimentação da PR-364 faz parte do maior investimento da história do Estado em duplicações e melhorias na malha rodoviária da história do Paraná.

Atualmente então em andamento as duplicações entre Campo Mourão e Floresta, na PR-317 (53 km); entre Jandaia do Sul e Apucarana, na BR-369 (11 km); entre Ponta Grossa e Apucarana, na BR-376 (220 km), entre Piraí do Sul e Jaguariaíva, na PR-151; e de Matelândia ao acesso a Ramilândia (5,3km). Também está em obras a duplicação da PR-445, entre Londrina e Cambé (11 km) e a duplicação entre Maringá e Paiçandu (4 km).

Já foram entregues a duplicação de 14 quilômetros entre Matelândia e Medianeira (BR-277), o contorno de Campo Largo (BR-277), com 11 quilômetros de pistas duplicadas, e o contorno de Mandaguari, também com 11 quilômetros. Já foram concluídos também os primeiros 11 quilômetros da duplicação da PR-445.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui