Trecho imprimado da BR-285, que recebeu camada asfáltica deverá ser concluído até agosto. Foto: Divulgação/Amanda Montagna

Empresa responsável pelas obras informou que a pavimentação com concreto asfáltico entre o Contorno de Timbé do Sul e o Pé da Serra será finalizado até agosto

Os usuários da BR-285, entre Santa catarina e Rio Grande do Sul, podem ficar mais aliviados em suas viagens. A superintendência da autarquia catarinense encerrou 2018 com 49% dos serviços contratados, e concluídos, no Lote 2 das obras de implantação e pavimentação da rodovia.

De acordo com o cronograma, as obras nos quatro viadutos e a execução do concreto asfáltico, entre o Contorno de Timbé do Sul e o Pé da Serra, devem acontecer até agosto deste ano.

O segmento do Contorno conta com mais de dois quilômetros de trecho imprimado, ou seja, com a aplicação de uma pintura com asfalto diluído, que visa proteger e impermeabilizar o leito da rodovia que foi compactado.

Num outro segmento, de cinco quilômetros, entre a Vila Belmiro e o Pé da Serra, a empresa responsável pelas obras finaliza a drenagem urbana superficial (caixas cole­toras e bueiros) e profunda (tubos e materiais filtrantes) e ainda a base de brita graduada.

EM DIA: Obras seguem dentro do cronograma previsto no Viaduto V-2, na Serra da Rocinha. Foto: Divulgação/Amanda Montagna

Na Serra da Rocinha está sendo executada a regularização da camada drenante, que tem como principal função evitar a ascensão da água para as porções superiores da rodovia. Em relação aos quatro viadutos, os serviços são: no V-2, concretagem de parte do tabuleiro; no V-3, está na fase de construção dos pilares e travessas; e no V-4, foi feita a concretagem das longarinas.

A estrutura do V-1, por sua vez, já está concluída com seus 81 metros de extensão e 12 pilares de sustentação. O objetivo destas passagens é aperfeiçoar o traçado com a suavização das curvas mais fechadas.

Os trabalhos contemplam também o reforço dos dispositivos de sinalização nos trechos em que há trânsito autorizado de veículos e pedestres, medida que visa contribuir para segurança dos usuários e das comunidades lindeiras.

Para os primeiros meses de 2019, está previsto o início da pavimentação da rodovia com capa asfáltica no Contorno e no segmento urbano. Já a serra será de pavimento rígido para evitar deformações devido às características íngremes do relevo. Enquanto isso, a Serra da Rocinha permanece interditada nesse período da pavimentação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui