FIM DA LINHA: EGr suspende investimentos nas rodovias ERS-129 e ERS-130, por conta de dificuldades financeiras, após fechamento do pedágio de Encantado, na ERS-130. por decisão judicial. Foto: Divulgação

De acordo com a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), com o bloqueio do pedágio de Encantado, tornou-se insustentável manter a manutenção das rodovias

A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) suspendeu os investimentos nas rodovias ERS-129 e ERS-130 por conta da insustentabilidade financeira, motivada pelo bloqueio da cobrança na praça de Encantado, na ERS-130, depois da decisão judicial, em 4 de setembro último.

De acordo com a empresa, a manutenção estava sendo mantida até este momento, entretanto, devido à insustentabilidade financeira nesta praça, que acumula mais de R$ 3 milhões negativos na relação entre recursos aplicados e disponíveis, foi obrigada a cessar o s investimentos.

Ainda de acordo com a EGR, até nova decisão judicial, a EGR se vê obrigada a suspender qualquer tipo de intervenção nestas rodovias, o que inclui obras de investimento, manutenção, ações de conservação e prestação de atendimentos de guincho e ambulância. Além disto, estão sendo suspensos também os contratos com empresas que atuam na área de operação da praça de pedágio.

Pesquisa CNT Rodovias

Segundo a EGR, a pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgada na terça-feira (22), cita a ERS-129 com pavimento e sinalização avaliados como regulares, ao passo que a ERS-130 apresenta avaliação de pavimento ótima e sinalização considerada boa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui