PROTESTO: Moradores de vários bairros às margens da Rodovia Pedro Eroles, a Mogi-Dutra (SP-088), no Alto Tietê, prometem fechar a rodovia neste sábado (26), como forma de protesto ao pedágio que o governo paulista pretende instalar na via. Foto: Divulgação/Ilustrativa

Moradores de bairros às margens da rodovia são contra a instalação de pedágio no Km 45

A rodovia Mogi-Dutra (SP-088) poderá ficar fechada neste sábado (26), caso os moradores de Aruã, Taboão, Divisa e dos bairros localizados na Serra do Itapeti, em Mogi das Cruzes (SP), decidam pelo protesto contra a cobrança de pedágio na altura do km 45 da rodovia.

De acordo com os organizadores, estão sendo colhidas assinaturas online para encaminhar ao governador João Doria e políticos da região para rejeitar o plano apresentado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

Ainda conforme informações dos organizadores do protesto, por volta das 10h, os moradores sairão em carreata até a cidade. Depois retornam até o km 45, local anunciado para instalação dos postos de cobrança, para fazer um grande protesto e fechar os dois lados da rodovia. O objetivo é chamar a atenção do Estado e demonstrar a indignação diante da proposta.

De acordo com a organização do movimento, representantes de todos os bairros do entorno se encontraram para definir as estratégias a serem adotadas para impedir que o governo paulista leva adiante a proposta de instalar pedágio na Mogi-Dutra.

Ainda conforme os organizadores, os moradores de Aruã viajam diariamente para Mogi, o que causaria um custo alto, já que alguns deles fazem o trajeto por até quatro vezes, sem contar as pessoas que trabalha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui