O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, confirmou que através de Medida Provisória o Governo criou um novo artigo no Código de Trânsito estabelecendo multa de R$ 5.746 para quem deliberadamente interromper, restringir ou perturbar a circulação de vias e de R$ 19.154 para quem organizar as manifestações. Em caso de reincidência, o valor cobrado será o dobro. Atualmente, a multa é R$ 1.915. Além da multa, haverá a suspensão de dirigir por 12 meses, a apreensão e a remoção do veículo e seu documento. Quem receber essa multa, também ficará proibido por dez anos de receber crédito incentivado para aquisição de veículos. O ministro também determinou que a Força Nacional de Segurança Pública reforce a segurança das rodovias afetadas pelas manifestações com a PRF.

Espera-se que o Governo seja tão duro com os índios, membros do MST e outros menos frequentes invasores das estradas, como tem sido com os caminhoneiros. E que combata a corrupção com o mesmo empenho que está demonstrando contra a paralisação dos caminhoneiros. Inclusive publicando Medidas Provisórias. Um recurso muito comum na ditadura, que os membros do Governo tanto se vangloriam de ter combatido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui