MELHORIAS E SEGURANÇA: R$ 633,4 milhões foram investidos na infraestrutura rodoviária do Rio Grande do Sul. Desde que o conjunto de ações teve início, em junho deste ano, já foram concluídas e iniciadas 93 intervenções para a melhoria de estradas estaduais. Fotos: Divulgação/Daer

De acordo com o cronograma de obras, foram 93 ações de recuperação e pavimentação de estradas previstas no Plano de Obras 2021-2022, com investimentos da ordem de R$ 663 milhões

O Plano de Obras 2021-2022 do Governo do Estado alcançou a marca de R$ 633,4 milhões em investimentos na infraestrutura rodoviária do Rio Grande do Sul. Desde que o conjunto de ações teve início, em junho deste ano, já foram concluídas e iniciadas 93 intervenções para a melhoria de estradas estaduais.

O aporte corresponde a 49% do total de R$ 1,3 bilhão anunciado pelo governador Eduardo Leite – um dos maiores investimentos do Estado na área. Durante os primeiros cinco meses de atividades, 36 obras já foram entregues e 57 iniciadas na malha administrada pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer).

“Com foco no reequilíbrio financeiro e um trabalho sério na gestão dos recursos públicos, já conseguimos aplicar neste período cinco vezes mais do que a média anual de investimentos em nossas rodovias”, ressalta o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella. “Esse conjunto de obras fará com que o estado amplie a sua capacidade de crescimento econômico, pois estradas melhores reduzem o custo logístico no transporte de cargas, atraem novos empreendimentos e impulsionam a qualidade de vida da população”, destaca.

A maioria das ações já concluídas corresponde a serviços de recuperação e manutenção de trechos rodoviários. Até o fim de outubro, 35 deles tiveram as condições de tráfego renovadas em diferentes regiões gaúchas – como Serra, Noroeste, vales do Rio Pardo e Taquari, Norte e Nordeste. Entre as estradas atendidas estão a ERS-571 (Chiapetta – Santo Augusto), ERS-210 (Boa Vista do Buricá), VRS-813 (Garibaldi – Farroupilha), ERS-331 (Marcelino Ramos), RSC-471 (Encruzilhada do Sul – Canguçu), ERS-129 (Colinas) e a RSC-472 (Três Passos – Frederico Westphalen).

Pavimentações de rodovias

Além da melhoria das condições de estradas já asfaltadas, os cinco primeiros meses do Plano de Obras 2021-2022 também registraram investimento superior a R$ 423 milhões na pavimentação de acessos municipais e ligações regionais. No total, 23 obras dessa modalidade estão em andamento na malha rodoviária estadual.

Os serviços iniciados incluem os acessos municipais a Montauri (ERS-447), Senador Salgado Filho (VRS-867) e São Martinho da Serra (ERS-516) e as ligações regionais Viamão – Lami (ERS-118), Ibirubá – Santa Bárbara do Sul (ERS-506), Bagé – Torquato Severo (RSC-473) e Tupanciretã – Santa Tecla (RSC-392).

“São obras aguardadas há décadas pela sociedade gaúcha, mas sempre esbarraram na falta de recursos e na atualização dos projetos. Priorizamos a solução desses entraves e, hoje, garantimos as condições necessárias para entregar novos trechos pavimentados”, relata o secretário Costella. “Até o fim de 2022, deveremos reduzir em mais de 60 por cento a lista de municípios sem ligação asfáltica. Iniciamos o governo com 62 e terminaremos com 23, sendo que estes estão com seus projetos sendo revisados”, detalha.

De acordo com o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino, novas obras devem receber ordem de início ainda em 2021.

ESTRDAS MUNICIPAIS: Além da melhoria das estradas já asfaltadas, os cinco primeiros meses do Plano de Obras 2021-2022 também registraram investimento de mais de R$ 423 milhões na pavimentação de acessos municipais e regionais.

“Com os recursos já liberados, intensificamos o trabalho com nosso quadro técnico na finalização de projetos e contratos para que mais rodovias entrem no nosso cronograma de pavimentações”, afirma o dirigente. “Teremos mais de R$ 600 milhões ainda a serem investidos até o final do ano que vem, ou seja, daremos um salto de qualidade em infraestrutura rodoviária, com estradas mais seguras e um estado mais competitivo do ponto de vista logístico”, comemora.

Confira em detalhes o balanço do Plano de Obras entre junho e outubro de 2021.

Fonte: Ascom da SELT

1 COMENTÁRIO

  1. RS Capivari do Sul X São José do Norte
    E a Ponte da travessia São José do Norte X Rio grande talvez um dia aparece um governo pra resolver esta questão que mudaria e muito pra população e transporte
    Não ficar refém de travessia com balsa isso é um atraso pra TDS

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui