COMITÊ: Grupo CCR criou Comitê de Crise para enfrentar o cornavirus. Pedágios e demais setores das concessionárias estão recebendo atenção especial da empresa. Foto: Aderlei de Souza estão sendo

De acordo com a empresa, a prestação de serviços nas rodovias sob sua administração está mantida

Diante da crise envolvendo o coronaviru em todo o Brasil, o grupo CCR tem atuado em ações coordenadas no sentido de prevenir o contágio dos colaboradores e dos usuários de rodovias em todos os estados onde está presente.

De acordo com a empresa, todas as orientações e recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS) estão sendo praticadas para assegurar a manutenção de serviços indispensáveis neste momento, conforme determina Medida Provisória 926, publicada pelo governo federal, neste sábado (21).

Comitê de Crise

Com o propósito de agilizar e centralizar todas as ações, a empresa criou um Comitê de Crise, coordenado por profissionais da saúde, para que as atividades preventivas possam ser difundidas nos ambientes de trabalho a fim de ajudar a evitar ou reduzir o risco de contágio pela Covid-19.

Ainda de acordo com a empresa, todo material informativo produzido está sendo distribuído pela comunicação interna para os mais 13 mil colaboradores do Grupo. Além disso, o comitê tem organizado conferências pela web para orientação e treinamento de mais de seis mil colaboradores em todo o país.

Como prestadora de serviços públicos em infraestrutura, a companhia tem total ciência do papel fundamental que exerce neste momento na garantia do funcionamento pleno das infraestruturas que também servem aos profissionais de saúde e de segurança que precisam acessar áreas que demandam atendimento.

Atendimento aos usuários

As concessionárias de rodovias estão mantendo todos os serviços de atendimento aos usuários nas estradas, bem como o funcionamento das bases de apoio operacional e das praças de pedágio, além do monitoramento das câmeras, interligadas aos serviços da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ou da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), no caso das rodovias estaduais, pelos Centros de Controle Operacional (CCOs).

Essas são funções fundamentais também para a gestão dos órgãos de segurança pública. Importante destacar, conforme medida provisória publicada neste sábado (21) no Diário Oficial da União (DOU), a gestão das rodovias neste quadro de pandemia pelo coronavírus é atribuição exclusiva do governo federal.

A empresa esclarece que, conforme determinação das autoridades de saúde, a companhia tem evitado a distribuição de máscaras e luvas como estratégia para a contenção da contaminação. Além da ineficácia desses equipamentos para a prevenção ao contágio, esses são itens fundamentais para pacientes que testam positivo para Covid-19, além de serem fundamentais para os profissionais da saúde, segundo a OMS e o MS.

As concessionárias que operam serviços de transporte público também estão atuando para garantir o fluxo de pessoas em ambientes seguros e assistidos por profissionais preparados para qualquer ocorrência.

O Grupo CCR desenvolveu um protocolo corporativo de desinfecção, ampliado com técnicas de limpeza mais frequentes e produtos de alta eficiência no combate ao coronavírus que estão sendo usados nas cabines de pedágio.

Entre as medidas estão as orientações sobre como fazer a higienização de mãos, objetos e superfícies a fim de evitar o contágio pelo coronavírus.

Em todas as unidades, o Grupo CCR tem garantido a oferta de itens para esses procedimentos e redobrado os cuidados com a higienização.

O Comitê de crise da companhia segue acompanhando o tema e continuará a adotar todas as medidas determinadas pelas autoridades para conter o avanço da Covid-19, buscando sempre reduzir ao máximo o risco da chamada transmissão comunitária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui