Após o anúncio do aumento de 48% no pedágio na BR-153, feito na última quarta-feira, 7, a população de Nova Granada, através dos vereadores da cidade, iniciou um abaixo-assinado online contra a medida, que levou a tarifa de R$ 5,20 para R$ 7,70. O objetivo é colher o máximo de assinaturas possível e conseguir um mandado de segurança preventivo para que o reajuste seja feito somente quando a rodovia estiver duplicada entre Icém e Rio Preto.

Até as 16h desta sexta-feira, 9, a petição endereçada ao Ministério Público Federal (MPF) já tinha 500 assinaturas. “Eu espero que eles (concessionária) tenham um pouco mais de respeito pela comunidade, porque é um absurdo fazer um aumento desses de 48%. É abusivo, uma falta de respeito”, disse o presidente da Câmara de Nova Granada, Celso Antônio (PV).

Segundo o vereador, não existe meta de assinaturas, mas ele acredita e conta com o apoio das outras cidades da região. “Creio que para ter força precisa ter uma certa quantidade de pessoas, e a cidade está mobilizada com isso, assim como Onda Verde, Palestina, Icém, Paulo de Faria e Orindiúva, onde esperamos um grande número de assinaturas”, afirmou. Muitos moradores dessas cidades precisam passar pelo pedágio todos os dias para chegar a Rio Preto, onde grande parte da população vem para trabalhar.

Em nota, a Concessionária Triunfo Transbrasiliana informou que até o momento não tomou conhecimento formal sobre a existência do abaixo-assinado. “Cumpre informar que o aumento da tarifa de pedágio se deu em virtude da decisão liminar (…), autorizando o início das obras de duplicação”, disse a nota.

Fonte: www.diariodaregiao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui