FRAUDE: Polícia Civil do DF prendeu integrantes de uma associação criminosa que forjavam acidentes de trânsito, sempre com perda total do veículo, e assim recebiam o dinheiro do seguro de forma fraudulenta. Foto: Divulgação/Ilustrativa

De acordo com a Polícia Civil, suspeitos compravam carros em leilões, faziam os reparos; depois colocavam no seguro e destruíam os veículos

Articulada e com funções estrategicamente definidas entre seus integrantes, uma associação criminosa é alvo de operação da Polícia Civil do Distrito Federal, nas primeiras horas da manhã de terça-feira (29). Os suspeitos forjavam acidentes de trânsito, sempre com perda total do veículo, e assim recebiam o dinheiro do seguro de forma fraudulenta.

São cumpridos 10 mandados de busca e apreensão pela Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRF), da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri), no âmbito da Operação Total Loss. O prejuízo provocando pelo bando ultrapassa os R$ 100 mil. Foram apreendidos R$ 10 mil na casa de um dos alvo, no Guará, e quatro carros.

De acordo com as apurações, o grupo adquiria veículos por valores irrisórios, em leilões ou então batidos. Depois, recuperavam os carros em oficinas que pertencem a outros integrantes da quadrilha. Em geral, os estabelecimentos são especializados em lanternagem, funilaria e pintura de veículos.

Detalhistas, os criminosos deixavam os carros com aspecto de novos para enganar as seguradoras no momento de assinatura das apólices de seguros. Semanas depois, o veículo segurado se envolvia em acidente onde sofria perda total. Quase sempre, as colisões ensaiadas atingiam sempre o mesmo local, as colunas centrais dos carros. O ponto, quando atingido com violência, provoca a perda total do veículo.

Fonte: Metropoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui