PAROU: A Belém-Brasília (BR-010) está interditada desde terça (18) por conta do transbordamento de um igarapé próximo a Ipixuna do Pará. Fotos: Divulgação/Redes Sociais

De acordo com a PRF, local está sinalizado e monitorado; Dnit informou que já tomou as primeiras providências; há rotas alternativas (veja vídeo)

A rodovia Belém-Brasília (BR-010) está intransitável desde terça-feira de carnaval (16), devido ao transbordamento de um igarapé na altura do Km 211 da rodovia, em Ipixuna do Pará, sudoeste do Estado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o local está sinalizado desde então. A cratera que se formou na pista mede cerca de 8 metros e extensão de uma margem à outra da pista e, por conta da forte chuva, continua aumentando de tamanho.

Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), as providências já estão sendo tomadas para agilizar o reparo da pista.

O Estradas teve acesso a um vídeo feito por um caminhoneiro, logo após o rompimento:

Rotas alternativas:

  • Belém-sentido sul do país: Alça Viária, PA-150, até a divisa Pará-Tocantins
  • Belém-Paragominas: Alça Viária até o Acará e Tomé-Açu. Em Tomé-Açu, pegar a PA- 256 e seguir até a vila Canaã (trecho sem pavimentação), atravessar a balsa e percorrer 60 quilômetros (pavimentados) até sair na BR-010 (rotatória de acesso à Paragominas).

Mais interdições

Na BR-155, no Km 23, há um trecho danificada por conta de um bueiro rompido próximo à Vila Marajoara. De acordo com o Dnit, as equipes estão trabalhando para resolver o problema.

Outra rodovia é a BR-158, entre Redenção e distrito de Casa de Tábua, onde as equipes do Dnit se deslocaram ao local para sanar os problemas. No local, um bueiro foi levado pela enchente e filas de caminhões se formara dos dois lados da rodovia. A BR-158 é a principal via de escoamento da produção agrícola do sul do Pará e também do Mato Grosso.

Na BR-422, há um trecho – não especificado pelo Dnit – onde a água passou por cima do aterro da rodovia, durante a madrugada. A pista foi recuperada há duas semanas, quando fortes chuvas atingiram a região.

Já na BR-163, em Vila Campo Verde, distrito de Itaituba, ocorreu uma erosão e está sendo monitorada para evitar um problema maior. De acordo com o Dnit, caso a erosão aumente, as equipes atuarão de imediato.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui