FLAGRANTES: Uma equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), flagrou na madrugada deste domingo (7), duas mulheres, sendo uma menor de idade, transportando drogas em um ônibus, que fazia o trajeto Dourados(MS)-São Paulo. Fotos: Divulgação

De acordo com a PMRv, flagrante foi feito em Presidente Venceslau (SP); jovem de Jundiaí (SP) aguarda audiência de custódia

Uma jundiaiense de 18 anos foi presa em flagrante por tráfico de drogas na madrugada deste domingo (7) no Km 616, da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Venceslau (SP).

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), de Presidente Prudente (SP), a equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) abordou o ônibus que fazia o trajeto Dourados (MS)-São Paulo (SP) e, ao realizar a vistoria, a jovem apresentou nervosismo, e também deu respostas desencontradas sobre os motivos de sua viagem.

Por conta disso, os policiais rodoviários resolveram vistoriar a bagagem dela, na qual encontraram nove tabletes de maconha e seis pacotes com a droga skunk dentro de uma mala, que estava com seu nome no bagageiro do ônibus.

A jovem recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas e foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Civil em Presidente Venceslau, onde a prisão foi ratificada, e permanece à disposição da Justiça para futura audiência de custódia.

De acordo com a PMRv, após a conferência, a maconha pesou 8,260 quilos e o skank 2,350 quilos.

Outra passageira

Ainda no mesmo ônibus, os policiais do TOR descobriram outra passageira, desta vez uma adolescente de 17 anos, transportando drogas. Neste caso, a menor de idade estava com 425 gramas de maconha dentro de uma bolsa.

MENOR DE IDADE: A adolescente, menor de idade, permaneceu detida à disposição da Justiça e do Conselho Tutelar.

Ao ser questionada sobre a droga, a jovem alegou que comprou o produto em Ponta Porã (MS) e o levaria para Catalão, em Goiás, para revendê-lo e também fazer uso.

A menor foi levada à mesma delegacia da jovem jundiaiense, onde também permanece à disposição da Justiça, acompanhada pelo Conselho Tutelar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui