Cerca de 100 moradores fizeram um protesto na PR-090, em Piraí do Sul, na região central do Paraná, por volta das 8h30 de ontem, sexta-feira (20). O grupo reivindica a instalação de redutores de velocidade no trecho. Desde o início de 2012 foram registrados 41 acidentes na rodovia com 78 feridos e 15 mortos. O último acidente foi na segunda-feira (16) e envolveu um caminhão e um ônibus de turismo. Dez pessoas morreram e 42 ficaram feridas. O grupo iria participar do Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC), realizado no Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

“Nós queremos chamar a atenção das autoridades. Eles precisam perceber que aqui é um trecho perigoso e que precisa de mais atenção e sinalização. Se continuar do jeito que está, qualquer um de nós pode ser a próxima vítima”, disse o agricultor José Marcos Memi.

Os manifestantes chegaram a fechar a rodovia por cerca de 30 minutos e sinalizaram o trecho do KM 155 com 15 cruzes, que simbolizam o total de vítimas envolvidas em acidentes desde o início do ano. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), não houve registros de congestionamento.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou, por meio da assessoria de imprensa, que está avaliando a situação. Disse também que já marcou uma reunião com a concessionária que administra o trecho – Rodonorte, e que terá uma nova posição na próxima semana.

A Rodonorte disse em nota que está avaliando a sinalização nas imediações da Serrinha, na rodovia PR-090, para – se necessária, posterior tomada de posição visando a segurança dos usuários. Informou ainda que “no dia 17 de novembro de 2011, concluiu no local, conforme determinação do DER, a implantação de sinalização diferenciada, composta de placas fornecidas pelo próprio Departamento de Estradas. Também foi feito reforço de sinalização de solo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui