Acidente na SP-294, em Marília, no Natal, matou Guto Schiavon (destaque), além de outras duas pessoas. Foto: Ana Levorato-TV Tem

Rafael Lírio Soares, 53, estava no carro que atingiu o veículo do empresário Guto Schiavon. Além dos dois, a namorada do filho de Rafael também morreu após a colisão em Marília

Morreu na noite de sexta-feira (28) mais uma vítima do acidente registrado na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Marília, no dia de Natal, na última terça-feira (25).

Rafael Lírio Soares, de 53 anos, estava no carro que atingiu o veículo dirigido pelo empresário Luís Augusto Schiavon Ramos, que tinha 24 anos, um dos fundadores da maior corretora de bitcoin do Brasil, a Foxbit. Guto Schiavon, com era conhecido, morreu no local do acidente.

Rafael Lírio, 53, é a terceira vítima fatal do acidente no Natal, na SP-294, em Marília. Foto: Reprodução/Facebook

O carro do empresário, onde também estava a namorada dele, rodou na pista e foi atingido pelo veículo de Rafael. Um caminhão também se envolveu no acidente.

No carro de Rafael, estavam também o filho dele, Rafael Doering Soares, de 19 anos, que foi transferido do Hospital das Clínicas para a Santa Casa e permanece internado e a nora, a estudante Beatriz Guide, que tinha 20 anos e morreu no dia seguinte, após ser socorrida e levada para o HC.

A jovem Batriz Guide, 20, namorada do filho de Rafael Lírio, morreu no dia seguinte ao acidente. Foto: Reprodução/Facebook

Rafael Lírio chegou a ser transferido junto com o filho para a Santa Casa, mas apresentou complicações e precisou voltar para o Hospital das Clínicas, onde passou por cirurgia, mas acabou não resistindo.

O velório dele é realizado Memorial Tamoios em Tupã e o enterro está marcado para 17h30 no Cemitério da Saudade.

Outras vítimas

A namorada de Luís Augusto, que era conhecido como Guto, recebeu alta na sexta-feira pela manhã. Ariadny Rinolfi, de 23 anos, também foi socorrida e encaminhada para o HC após o acidente.

Guto Schiavon era um dos empresários mais bem sucedidos do ramo de criptomoedas do Brasil. Ele foi um dos fundadores da Foxbit em 2014, considerada uma das maiores corretoras de bitcoin do país.

Sob seu comando, a empresa conquistou mais de 400 mil clientes, chegando a movimentar até R$ 20 milhões por dia, e ajudou a disseminar o conceito de investimento em criptomoedas entre os brasileiros.

O acidente

De acordo com a Polícia Rodoviária, o acidente foi em um trecho de pista simples no km 465 da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), quando chovia bastante.

Colisão entre os dois carros matou na hora o cofundador da Foxbit, no Natal. Foto: Ana Levorato-TV Tem

O carro dirigido por Guto Schiavon rodou na pista, invadiu a faixa contrária e foi atingido por outro. Um caminhão que vinha atrás não conseguiu desviar e também se envolveu no acidente. O caminhoneiro não se feriu.

Fonte: Portal G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui