IRRESPONSABILIDADE: Motorista em alta velocidade bate em Tucson e mata mãe e filho na SP-320. Ele estava embriagado e foi preso. Fotos: Divulgação

De acordo com a Delegacia, condutor apresentava sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste; ele foi preso

O motorista da BMW, Douglas Junior Oliveira Giacometti, que se provocou um grave acidente na Rodovia Euclides da Cunha (SP-320), no sábado (12), está preso na cadeia pública de Santa Fé do Sul, no interior de São Paulo.

De acordo com a delegacia que investiga o caso, morreram no local o motorista do utilitário Tucson Hyunday, placas FOW3B40, cor branca, de Palmeira D’ Oeste, Valdir do Carmo Nascimento, de 58 anos, e sua mãe Mercedes Correa do Carmo Nascimento, de 85 anos, além de Sueli Silva Nascimento de 61 anos de idade, que ficou ferida gravemente e foi socorrida em estado grave para a Santa Casa de Jales.

Ainda de acordo com a delegacia, Douglas foi preso em flagrante sem direito à fiança, por conta da capacidade psicomotora alterada. Ele foi indiciado pelo crime de homicídio culposo qualificado, e agora aguarda o laudo pericial da Polícia Científica que irá apresentar informações sobre as circunstâncias do acidente. Não está descartada a imputação de crime de homicídio com dolo eventual.

Segundo apurou o Estradas, o caso será conduzido pelo delegado Higor Vinícius Nogueira Jorge, que passa a acompanhar todo o processo a partir desta quarta-feira (16).

Alegação de Douglas Giacomete

Segundo informações da delegacia, durante interrogatório na Central de Polícia Judiciária em Jales (SP), Douglas declarou “que trafegava na faixa da esquerda e o Tucson na direita”.

Disse ainda “que havia um caminhão à frente e o Tucson foi para a esquerda para ultrapassá-lo, não deu tempo de frear”. A perícia também irá apontar se a BMW estava acima da velocidade da permitida.

Segundo testemunhas em redes sociais, a BMW foi vista trafegando em alta velocidade minutos antes da colisão, fazendo manobras pelo acostamento e ultrapasssagens pela faixa da direita da SP-320.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), que registrou a ocorrência a partir das 18h45m de ontem (12) confirmou que Douglas Junior Oliveira Giacomete, motorista da BMW foi abordado no local e estava  ileso, foi convidado a realizar o teste do etilômetro onde recusou-se, sendo constatado a embriaguez posteriormente no Plantão Policial de Jales pelo médico legista Elias Hércules Filho, a equipe PMRv constatou os seguintes sinais de embriaguez: olhos vermelhos, odor etílico, pupilas dilatadas e nervosismo.

O acidente

Os dois veículos transitavam pela rodovia SP-320, sentido a Três Fronteiras, e no perímetro urbano de Santa Fé do Sul, no Km 623 ocorreu a colisão. A PMRv também constatou que o local do acidente é uma reta, inclinada, pista dupla, duas faixas, acostamento, sinalização vertical e horizontal em bom estado de conservação, tempo nublado e a pista estava seca.

Ao chegar no local, a PMRv constatou que o condutor da BMW, modelo X6, placas OXE4D46, de Rio Verde (GO), transitava no sentido Três Fronteiras, quando ocorreu a colisão na traseira do veículo placas de placas FOW3B40 Hyunday Tucson de cor branca do município de Palmeira D’ Oeste (SP) em alta velocidade resultando em duas vítimas fatais sr. Valdir do Carmo condutor do veículo e sua Genitora senhora Mercedes Correa do Carmo que sentava no banco traseiro lado do motorista, também uma vítima grave, Sueli Silva.

Viaturas do SAMU e Corpo de Bombeiros prestaram socorro às vítimas. O veículo BMW foi apreendido pela delegacia de Jales sendo enviado para o Pátio Municipal Dalat em Santa Fé Sul, e o veículo Tucson foi levado até Palmeira D’ Oeste onde permanece a disposição da família.

O Estradas apurou que o veículo BMW X6 está registrado em nome de Bento Aparecido Giacometti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui