Três praças de pedágio foram parcialmente destruídas por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na tarde desta sexta-feira, nos municípios de Pelotas, Canguçu e Rio Grande, na zona Sul do Estado. Num protesto em alusão ao Dia Nacional de Mobilização e Paralisação, manifestantes quebraram cancelas, portas, atearam fogo em cabines, vidraças e destruíram parte das câmeras de videomonitoramento.

Os atos de vandalismo ocorreram nas praças da BR 392, nos quilômetros 111 (Canguçu) e 52 (Rio Grande), e na BR 116, no km 510, em Pelotas. As praças são admistradas pela Ecosul Rodovias. A partir das 14h, os manifestantes liberaram as cancelas em pelo menos quatro praças na região.

As cancelas ficaram abertas para a passagem de veículos das 14h às 18h. O ato é contra o valor da tarifa – R$ 9 para carros e até R$ 74 para caminhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui