Contato direto entre as partes e cartão, de débito e crédito, sem custos para os caminhoneiros estão entre os diferenciais do Pega Carga

Mais um aplicativo no mercado aumentando o leque de opções dos caminhoneiros, em particular dos autônomos. O Pega Carga (www.pegacarga.com.br), que pretende fazer a ligação direta entre caminhoneiros e transportadoras.  O aplicativo, 100% gratuito para caminhoneiros, pode ser baixado pelo Google Play e em breve na App Store.

“Para criar o Pega Carga nós procuramos entender as necessidades dos usuários. E, por essa razão, desenvolvemos todas as funcionalidades com o objetivo de facilitar o dia a dia de caminhoneiros e transportadoras. A expectativa é de, já em 2018, nos tornarmos o aplicativo mais utilizado por caminhoneiros e transportadoras, atingindo mais de 600 mil usuários”, explica Bernardo Lage, sócio-fundador da Pega Carga, empresa responsável pelo lançamento do aplicativo.

Como funciona?

O caminhoneiro baixa gratuitamente o aplicativo, cadastra as informações e se declara disponível. A transportadora pesquisa a localização e o tipo do veículo necessário, faz um contato via telefone e faz a oferta. A partir do fechamento do contrato – preço, detalhes do transporte e seguro, entre outros – o sistema gera um número que permite o rastreamento de todo o serviço, incluindo o embarque da mercadoria, o acompanhamento dos percursos, a confirmação da entrega e o pagamento. O passo final é a possibilidade de avaliação mútua entre contratante e contratado.

Cartão

Os caminhoneiros que baixarem o Pega Carga e se registrarem tem, ainda, uma vantagem adicional: um cartão de débito/crédito gratuito que pode ser usado para pagamentos, para a realização de até dois saques e de uma operação (DOC ou TED) por frete.

O Pega Carga conta com uma extensa base de caminhoneiros autônomos em todo o território nacional, possibilita negociações mais justas devido à ausência de intermediários e o envio de recursos para pagamento do frete via cartão Pega Carga. Outra vantagem está no fato de o aplicativo não ter uma central de cargas, o que evita a exposição de cargas e rotas aos concorrentes. Além disso, o frete pode ter o trajeto acompanhado com segurança e ainda pode ser realizada uma consulta sobre a qualidade dos serviços prestados por caminhoneiro e transportadora.

Fonte: Ascom

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui