REDUÇÃO: Número de acidentes com feridos cai 15% e envolvendo mortes, 36%, na BR-163, no Mato Grosso. Foto: Divulgação/Ilustrativa

A queda é relacionada aos veículos de passeio que trafegam pelo trecho sob concessão

O total de acidentes com feridos diminuiu 17% no trecho da BR-163 no primeiro semestre de 2020. Se levar em consideração os casos com mortes, a queda é de 36% no mesmo período, de acordo com a concessionária Rota do Oeste, responsável pela administração de 850,9 quilômetros da rodovia em Mato Grosso.

Ainda de acordo com a empresa, a comparação é feita com igual período de 2019. Na avaliação do gerente de Operações da concessionária, Wilson Ferreira, toda redução no número de acidente, principalmente quando envolve vítimas, é muito significativo, uma vez que indica a preservação de vidas e a garantia da integridade física. “O trabalho realizado pela Rota do Oeste é com foco na diminuição permanente de casos. O acidente sempre vai existir, mas reduzir a incidência é o desafio diário de todos que participam do trânsito de alguma forma”, diz.

Causas

Sobre as causas que levaram a um menor número acidentes com vítimas na BR-163, Ferreira pontua que a conduta do motorista é sempre o fator primordial, condições de trafegabilidade do veículo, manutenção da rodovia, sinalização adequada, entre outros. “Especificamente nos últimos três meses podemos incluir ainda uma leve redução do fluxo de veículos de passeio na BR-163”.

O levantamento demonstra que as ocorrências com vítimas mais recorrentes no período foram: as colisões transversais (26%), capotamentos (21%), choques do tipo traseiros (12%) e laterais (11%). O resultado, de acordo com a análise do gerente de Operações, demonstra que apesar dos motoristas estarem mais conscientes, há ainda pontos a serem melhorados, como maior atenção durante a viagem, redução da velocidade praticada na rodovia, observação e cumprimento de requisitos básicos de direção defensiva.

“As colisões transversais e laterais indicam, na maioria das vezes, a falta de atenção durante a viagem, como entrar na rodovia sem observar a distância de outros veículos, calcular mal a entrada na pista ou a passagem por outros veículos. Já os capotamentos e os choques traseiros demonstram o excesso de velocidade, sendo que no último tipo de acidente entra ainda o fator desatenção”, avalia.

Dicas para quem vai ‘pegar’ estrada:

– Revise o veículo antes de viajar;

– Pratique direção defensiva;

– Respeite as leis de trânsito;

– Redobre atenção durante o percurso;

– Não exceda a velocidade permitida para o local;

– Não ultrapasse em local proibido;

– Não acesse à rodovia sem verificar a presença de outros veículos;

Fonte: Assessoria de imprensa da Rota do Oeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui