No caso de apreensão, policiais rodoviários vão requisitar ônibus de empresas locais para levar fiéis para Aparecida

Sul Fluminense

Pelo menos 50 mil veículos – mais do dobro em dias normais – são esperados a partir de hoje na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), em direção a Aparecida, que deverá receber mais de 200 mil fiéis para o ato de canonização de Frei Galvão, primeiro santo brasileiro, celebrado pelo papa Bento XVI. Ontem, segundo informou a 9ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (Resende), o movimento de ônibus fretados transportando romeiros aumentou em cerca de 20%. A maioria dos fiéis vai para hotéis e pensões, enquanto que a outra parte vai dormir nos ônibus. Os caminhoneiros também anteciparam as viagens para evitar o movimento de romeiros a partir de hoje na rodovia.

Ônibus fretados sem o registro da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) serão retidos no único posto de fiscalização da Via Dutra no trecho do estado do Rio, que começa a operar na manhã de hoje, no posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal) do Km 287, no distrito de Floriano, em Barra Mansa. Ontem, o chefe operacional da 9ª Delegacia da PRF, Carlo André Nogueira, ao vistoriar o pátio do posto, onde vão ficar os veículos retidos e apreendidos, foi redobrado o número de policiais rodoviários para trabalhar no local e no patrulhamento dos pontos de risco da estrada.

A Operação Nossa Senhora Aparecida, como foi batizada, também contará com o efetivo de policiais rodoviários treinados para a Operação Boa Viagem, que vai fiscalizar as estradas federais de acesso ao Rio durante os jogos do Pan.

– Os ônibus retidos terão duas horas para regularizar os problemas mecânicos ou de documentos. Depois desse prazo, vamos requisitar ônibus das empresas aqui da região para que os romeiros sigam viagem. Os ônibus irregulares serão apreendidos e seus donos terão que pagar o fretamento dos ônibus regulares às empresas que os cederam – disse Carlos André Nogueira.

As equipes volantes da PRF vão agir com rigor também sobre os ônibus que pararem nos acostamentos por defeito. Os motoristas também terão que providenciar reparo urgentemente, senão o veículo ser á rebocado para local seguro e os passageiros recolhidos em outros ônibus, também fretados em empresas da região, para que os romeiros não sejam prejudicados.
Segundo Nogueira, os policiais rodoviários vão agir com rapidez, para evitar atropelamentos. Todos os hospitais das cidades ao longo da Via Dutra estão alertados para aumentarem o número de médicos e atendentes. O mesmo esquema de segurança foi implantado na Rodovia Lúcio Meira (BR-393), que liga Três Rios à Via Dutra em Barra Mansa. O dia de tráfego mais intenso será domingo, no retorno da missa campal que Bento XVI rezará em Aparecida, encerrando sua visita ao Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui