Passear pela Serra do Mar, entre Curitiba e Morretes, no Paraná, é uma experiência sensacional. Fotos: Divulgação

Novo vagão proporciona uma viagem com um olhar ainda mais belo da Serra do Mar Paranaense

Se você ainda não fez uma viagem de trem turístico, talvez esse seja o momento. A sugestão do Estradas vem do sul do Brasil. O trem turístico de passageiros da Serra do Mar Paranaense está como um diferencial que aumenta a sensação de integração com a natureza na descida de Curitiba até a histórica cidade de Morretes (PR).

A varanda panorâmica de um novo vagão fica nos fundos do trem com ampla vista do cenário natural da Mata Atlântica. O turista também pode optar por viajar sentado, apreciando a natureza de amplas janelas instaladas. O carro de luxo comporta 32 passageiros.

VAGÃO NOVO: A varanda panorâmica de um novo vagão fica nos fundos do trem com ampla vista do cenário natural da Mata Atlântica. O turista também pode optar por viajar sentado, apreciando a natureza de amplas janelas instaladas. O carro de luxo comporta 32 passageiros.

O trem chega a transportar 200 mil turistas por ano e conta com até 20 vagões por viagem, sendo seis de luxo com serviço de primeira classe: o vagão panorâmico, que entrou em operação recentemente; três litorinas, que também operam separadamente da composição; um vagão camarote; e o vagão imperial.

Todos os espaços temáticos oferecem serviços diferenciados aos turistas. O carro original do vagão panorâmico é de 1954 e foi adquirido no Espírito Santo. O projeto retrofit foi inteiramente desenvolvido com materiais sustentáveis e madeira certificada.

“É preciso garantir a satisfação dos visitantes com serviços turísticos de qualidade e competitivos. A viagem de trem entre Curitiba e Morretes já é uma referência do turismo ferroviário brasileiro e continua inovando em mais de 20 anos de operações para atrair mais turistas ao Paraná”, disse o secretário nacional de Qualificação e Competitividade do Ministério do Turismo, Aluizer Malab.

Morretes

O trem turístico funciona há 22 anos na estrada de ferro que tem 134 anos e é localizada na maior área contínua de mata atlântica, declarada pela Unesco como Reserva da Biosfera.

Túneis, pontes, picos e montanhas enchem os olhos dos turistas ao longo de todo trajeto. Entre os destaques estão o Parque Estadual Marumbi, Cascata Véu da Noiva e a Ponte São João que, desde 1885, “tira” o fôlego dos viajantes que passam pelo seu vão livre de 110 metros de altura e que, agora, também pode ser apreciado diretamente da varanda do novo vagão.

Estação Marumbi, no Parque Estadual Marumbi, é uma das atrações do passeio na descida da Serra do Mar.

Passeio

O passeio pela cidade histórica de Morretes inclui um almoço típico, onde o prato principal é o tradicional barreado, que pode ser apreciado no Restaurante Madalozo. O retorno pode ser de trem com direito ao pôr do sol subindo a serra ou pela Estrada da Graciosa. O caminho colonial segue uma trilha da época dos tropeiros. O roteiro histórico é florido e sinuoso com seis mirantes e áreas de refúgio.

Além de vender os bilhetes comuns (Vagão Turístico) entre Curitiba x Morretes e Morretes x Curitiba, que custa R$ 119,00 cada, a Serra Verde Express oferece ainda outros passeios.

Entre as opções, há o pacote “Pôr-do-Sol Completo”, que inclui ida de ônibus para Morretes, almoço, tour em Antonina (outra cidade da região), e a volta de trem de Morretes para Curitiba, por R$ 285,00. Para consultar todos os passeios disponíveis basta clicar aqui.  

Caso queira fazer tudo por conta própria, você precisará apenas comprar um dos trechos de trem (R$ 119,00), e não se esquecer de providenciar a outra parte do trajeto. A empresa responsável pelos ônibus entre Curitiba e Morretes é a empresa Viação Graciosa, e a passagem custa R$ 22,00.

BARREADO: Prato típico de Morretes, o Barreado é a opção para seu almoço. O Restaurante Madalozo é uma das dicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui