É VERDADE: 1º de abril começa a cobrança nas seis praças de pedágio da Eco135, sendo cinco na BR-135 e uma na LMG-754. Foto: Divulgação

Tarifas entram em vigor à zero hora de segunda-feira (1º/4) com valores de R$3,60 para motos; R$7,20 para carros de passeio e R$ 7,20 o eixo comercial

A Eco135, concessionária que venceu no ano passado a licitação do lote de rodovias de Montes Claros, em Minas Gerais, iniciará no próximo dia 1º de abril a cobrança da tarifa de pedágio em seis praças de arrecadação, sendo cinco na BR-135 e uma na LMG-754.

Segundo a empresa, o contrato de Concessão SETOP 004/18, firmado com o Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas, prevê início da operação de suas praças de pedágio à zero hora do dia 1º de abril de 2019.

Tarifas

Os valores cobrados em todas as praças de pedágio serão de R$ 3,60 para motocicletas, R$ 7,20 para veículos de passeio e R$ 7,20 para veículos comerciais por eixo. A cobrança será feita nos dois sentidos das vias.

Localização

As praças de pedágio estão localizadas nos seguintes quilômetros:

Praça 1 – BR-135, km 399 (Montes Claros)

Praça 2 – BR-135, km 466 (Bocaiuva)

Praça 3 – BR-135, km 523 (Buenópolis)

Praça 4 – BR-135, km 583 (Corinto)

Praça 5 – BR-135, km 634 (Curvelo)

Praça 6 – LMG-754, km 25 (Curvelo)

Concorrência

O critério da concorrência na época foi a maior oferta de outorga da concessão, sem um valor mínimo. O objeto da concessão foi o trecho de 301 quilômetros da BR-135, entre o entroncamento com a BR-040 e o entorno de Montes Claros; cerca de 40 quilômetros da rodovia de ligação LMG-754, entre Curvelo e Cordisburgo, e uma extensão de 22,6 quilômetros da MG-231, que fica em Curvelo.

A Eco135 deverá investir R$ 1,1 bilhão nos primeiros cincos anos da concessão, sendo a maior fatia em duplicações. Esse total representa mais de 60% do total a ser investido nos 30 anos da concessão.

MELHORIAS: usuários da BR-135 – trecho urbano em Bocaiúva – já desfrutam das melhorias no pavimento, depois de recapeado. Foto: Divulgação

Primeiros nove meses

Nos primeiros noves meses à frente da administração das rodovias BR-135, MG-231 e LMG-754, que liga Montes Claros a Curvelo, em Minas Gerais, a Eco 135 investiu R$ 137 milhões em obras de melhorias previstas no plano de trabalhos iniciais do contrato de concessão, com o objetivo de restabelecer as condições mínimas de segurança viária.

Diversos pontos do trecho passaram por recuperação do pavimento, com correção de depressões e degraus da pista. Foram aplicadas 84 mil toneladas de asfalto novo, quantidade equivalente a 7 mil caminhões do material.

Obras importantes como a recuperação de pontos de erosão, contenção da encosta da Serra de Bocaiúva na altura do quilômetro 403 e a reforma e adequação do posto da Polícia Militar Rodoviária de Montes Claros também fizeram parte desta fase.

A empresa realizou ainda a instalação e substituição de 1.730 placas de sinalização, pintura de faixas, manutenção e instalação de defensas, entre outros serviços. Para aumentar a segurança dos motoristas em dias chuvosos, a concessionária construiu e recuperou mais de 600 elementos de drenagem, como sarjetas e bueiros, e instalou 16 quilômetros de cercas de proteção. Já foram roçados dois mil quilômetros de canteiros, o equivalente a 18 campos de futebol.

LIMPEZA: equipes de conservação trabalham em vários pontos da malha concedida. Na foto, o km 564, da BR-135, depois de roçado. Foto: Divulgação

“Em apenas nove meses, entregamos à comunidade rodovias totalmente recuperadas. Caminhos mais seguros auxiliam no aquecimento econômico da região e resguardam a vida dos motoristas”, afirma Luís Salvador, diretor-superintendente da Eco135.

A concessionária divulga as obras e ações pelo site www.eco135.com.br e pelo perfil da empresa no Twitter @_eco135.

Dois mil atendimentos no SOS

Desde o início das operações, em dezembro de 2018, os usuários já contam com 17 veículos operacionais e mais de 100 profissionais preparados para socorrer todos os tipos de ocorrências.

Os serviços de atendimento ao usuário contam com ambulâncias, guinchos, viaturas de inspeção de tráfego, além de caminhões para apreensão de animais e combate a incêndios, que já somam mais de dois mil atendimentos gratuitos até fevereiro deste ano.

Em situações de emergência, os usuários podem acionar o socorro por meio do telefone 0800 0135 135, principal canal de comunicação do usuário com a concessionária. Pelo SOS Eco135 é possível pedir auxílio na rodovia, consultar as condições de tráfego atualizadas a cada hora, solicitar informações ou registrar manifestações junto à Ouvidoria. Desde o início da operação, já foram registradas mais de cinco mil ligações.

A concessionária conta ainda com um Centro de Controle Operacional (CCO), localizado na sede da empresa em Curvelo, que utiliza câmeras de monitoramento para monitorar, 24 horas por dia, as condições das rodovias administradas.

SOS: Em quatro meses, o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) já fez mais de dois mil atendimentos. Foto: Divulgação

Compromisso com o usuário

O compromisso da concessionária com a satisfação dos clientes vai além do cumprimento das obrigações contratuais. Pensando em garantir o nível de prestação de serviço ao usuário, a concessionária mantém em operação um guincho extra para remoção de veículos pesados, além de três veículos em espera, sendo um guincho leve, uma ambulância e uma inspeção de tráfego.

Com o objetivo de reforçar o acompanhamento das condições de tráfego e a segurança da rodovia, a Eco135 investiu na implantação de 15 câmeras de monitoramento localizadas em pontos estratégicos de observação.

Mais de 130 quilômetros de duplicação

A empresa tem trabalhado na elaboração dos projetos de duplicação e ampliação das vias administradas. No total, 136 quilômetros da BR-135 serão duplicados, entre Montes Claros e Bocaiúva, e entre as cidades de Corinto e Curvelo.

Além dessas obras, há a construção de sete trevos em desnível (viadutos) ao longo da malha viária. Os investimentos previstos estão na ordem de R$ 577 milhões, em cinco anos de trabalhos.

Para ampliar a capacidade de tráfego do trecho, a concessionária construirá o Contorno de Cordisburgo; implantará 110 quilômetros de faixas adicionais na BR-135, entre Bocaiúva e Corinto, além de 80 quilômetros de acostamentos na LMG-754, entre Curvelo e Cordisburgo.

Estão previstos também a implantação de vias marginais, retornos, passarelas para pedestres, paradas de ônibus e melhorias em acessos. As obras deverão ser concluídas em cinco anos, com aporte de R$ 290 milhões.

Ainda no segundo semestre de 2019, a concessionária iniciará a recuperação estrutural do pavimento, que são reparos mais profundos em locais identificados como críticos, além da construção de 14 postos para pesagem móvel de veículos de carga.

RECAPE: Nova sinalização no km 520, da BR-135, contribui para viagens mais seguras; Eco135 já recuperou diversos trechos eliminando depressões e degraus na pista. Foto: Divulgação

Sobre a Eco135

A Eco135 administra os trechos das rodovias BR-135, MG-231 e LMG-754. São 363,95 quilômetros de extensão, a partir da BR-040, nas proximidades de Curvelo até o Município de Montes Claros. Durante os 30 anos de concessão, serão investidos mais de R$ 1,9 bilhão em obras.

As principais melhorias previstas no contrato são a duplicação de 136 quilômetros da rodovia e a implantação de 110 quilômetros de faixas adicionais, sendo que 50% serão entregues nos cinco primeiros anos.

As obras de melhorias da rodovia ainda contemplam construção de passarelas e paradas de ônibus, melhorias nos acessos e implantação de contornos e intersecções em nível. Informações: 0800 0135 135 e www.eco135.com.br. A empresa mantém um canal no Twitter @_eco135

3 COMENTÁRIOS

  1. um absurdo total, parece uma piada esse governo de Minas . Onde já se viu 5 praças de pedágio em um trecho de pista simples e com menos de 300km, isso levando em consideração que o pedágio na 040 que é duplicada e com um valor bem abaixo.

  2. muito caro o valor do pedagio em pouca distancia de um para o outro . na br Fernao Dias o valor e muito mais em conta e uma estrutura muito melhor .

  3. Brasileiro é maior otário do mundo. Aceita pagar tudo e em duplicidade. Já pagamos IPVA , ICMS entre outros tipos de impostos abusivos. Nao somos roubados . Somos saqueados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui