SOB SUSPEITA: Tribunal de Contas do Município (TCM) do Rio de Janeiro cobra explicações da prefeitura carioca e da Via Rio , empresa responsável pela Via Expressa, sobre os valores cobrados nos pedágios. Fotos: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui