CHECK-UP: NovaDutra realiza fiscalização de itens de segurança, nesta quarta (18) e quinta (19), em Roseira (SP), no Posto Arco-Íris, no km 82 da Via Dutra, pista sentido RJ.  Foto: Divulgação

De acordo com a concessionária NovaDutra, fiscalização de itens de segurança será nesta quarta (18) e quinta (19), em Roseira (SP)

Cerca de 58% pneus de caminhões e carretas que trafegam diariamente pela Via Dutra (BR-116), entre São Paulo e Rio de Janeiro, são reformados. Esse dado é resultado de pesquisa realizada pelo Programa “Estrada para a Saúde”, em 138 veículos, entre caminhões e carretas, que passaram pela ação mensal de check-up dos itens de segurança dos veículos realizada pela concessionária NovaDutra e o Instituto CCR.

De acordo com concessionária, em alguns casos, quando os materiais utilizados nos pneus reformados não possuem procedência, há risco de acidentes na rodovia, já que podem desprender da estrutura do pneu causando alguma ocorrência ou até mesmo instabilidade do veículo.

A NovaDutra esclarece que para a reforma do pneu, é preciso atender às regras estabelecidas pelo estatuto do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Alerta

No mês passado, a reportagem do Estradas publicou matéria exclusiva alertando os motoristas sobre o perigo que é realidade nas rodovias brasileiras. A matéria abordou que diversos acidentes (sinistros) ocorreram com carcaças de pneus que se soltam de veículos, na maioria das vezes, caminhões, e podem colocar em risco a segurança, alguns deles resultando em vítimas fatais, feridos graves e prejuízos materiais.

PERIGO: Susto para o caminhoneiro e sua esposa na BR-116, na Bahia, ao serem surpreendidos com uma ressolagem ‘voando’. Foto: Reprodução/;Arquivo Pessoal

Pontos de atenção com os pneus

  • Os motoristas de caminhões e carretas precisam estar atentos ao desgaste dos pneus, já que é proibida a circulação dos pneus inferior a 1,6mm;
  • Os pneus reformados precisam ter o ‘Selo de Identificação de Conformidade’ do Inmetro, constando qual o tipo de serviço feito (recapagem, remodelagem ou recauchutagem).

Nova data para o ‘check-up’

Diante da importância da avaliação dos itens dos veículos e para a conscientização dos motoristas, será realizada nova ação do check-up, nesta quarta-feira (18) e quinta-feira (19), em Roseira (SP), no Posto Arco-Íris, no km 82 da Via Dutra, pista sentido RJ, no espaço do programa Estrada para a Saúde.

Segundo a concessionária, o objetivo é orientar e conscientizar os motoristas quanto à manutenção preventiva dos seguintes itens: pneus, rodas, iluminação, sinalização, freios, direção, emissões, eixos e suspensão. Todos os serviços são gratuitos e não precisam ser agendados. Durante o atendimento serão distribuídas máscaras descartáveis aos motoristas.

Serviço:

Check-up de caminhões e carretas

Quando: quarta (18) e quinta (19)

Horário: das 9h às 16h

Local: Posto Arco-Íris, no km 82 da Via Dutra (BR-116), em Roseira (SP)

17 COMENTÁRIOS

  1. No preço que está os pneus e frete baixo…..daki uns dias caminhões e carros vão anda só com rodas….pais tá caos …tudo sobe e frete baixo e padagios abusivos….vergonhoso nossa pais está ….vergonhoso….

    • Prezado Esiquiel Paiva, bom dia!

      Obrigado por nos prestigiar!

      O objetivo da matéria é alertar para os riscos que todos os usuários das estradas brasileiras correm diariamente; seja ciclista, motociclista, motorista de carro, ônibus e caminhões. Basta ver a matéria (link anexo) que mostra o momento de um caminhoneiro e sua esposa sendo atingidos por um ‘jacaré’ (carcaça/ressolagem de pneu) na BR-116, trecho da Bahia. Portanto, a matéria não está colocando a culpa no caminhoneiro. Serve apenas e tão somente para alertar os usuários das estradas brasileiras.

      O propósito da matéria não foi colocar a culpa nos caminhoneiros. Afinal, todos os usuários das rodovias correm os mesmos riscos.

      https://estradas.com.br/pedacos-de-pneus-colocam-em-risco-a-vida-de-quem-passa-nas-estradas/

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

      • E se não tivéssemos tantos impostos, talvez o pneu ficasse mais barato dano condições para os motoristas andarem c pneus novos , ou de primeira recapagem

  2. Eles vão deixar de cobrar pedágios igual ao de roseira e do Rio de Janeiro que cobra 85.70 pensa quantos pneus poderia comprar bando de ladrões, senvergonhas fica procurando defeitos em que m precisa trabalhar e não tem condições.

    • Prezado Elcio de Souza, bom dia!

      Obrigado por nos prestigiar!
      Como já dissemos em resposta anterior, o objetivo da matéria é alertar para os riscos que todos os usuários das estradas brasileiras correm diariamente; seja ciclista, motociclista, motorista de carro, ônibus e caminhões. Basta ver a matéria (link anexo) que mostra o momento de um caminhoneiro e sua esposa sendo atingidos por um ‘jacaré’ (carcaça/ressolagem de pneu) na BR-116, trecho da Bahia. Portanto, a matéria não está colocando a culpa no caminhoneiro. Serve apenas e tão somente para alertar os usuários das estradas brasileiras.

      https://estradas.com.br/pedacos-de-pneus-colocam-em-risco-a-vida-de-quem-passa-nas-estradas/

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

  3. Quantas ultrapassagens perigosas carros e motos fazem na via Dutra e em todo o país e não são abordados ou se quer multados, agora caminhoneiro tem que servir de exemplo, quantos carros sem condições rodam na via Dutra colocando a vida dos motorista em risco, isso não é abordado.

    • Prezado Elcio de Souza, bom dia!

      Obrigado por nos prestigiar!

      O objetivo da matéria é alertar para os riscos que todos os usuários das estradas brasileiras correm diariamente; seja ciclista, motociclista, motorista de carro, ônibus e caminhões. Basta ver a matéria (link anexo) que mostra o momento de um caminhoneiro e sua esposa sendo atingidos por um ‘jacaré’ (carcaça/ressolagem de pneu) na BR-116, trecho da Bahia. Portanto, a matéria não está colocando a culpa no caminhoneiro. Serve apenas e tão somente para alertar os usuários das estradas brasileiras.

      https://estradas.com.br/pedacos-de-pneus-colocam-em-risco-a-vida-de-quem-passa-nas-estradas/

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

  4. Acho que seria uma boa se a matéria abordasse o seguinte tema .. ” o verdadeiro caos que vive o caminhoneiro autônomo no Brasil ‘ acho q seria bem legal mostrar os 2 lados da situação…acho q tá faltando isso tá faltando alguém pra divulgar a nossa verdadeira situação

    • Prezado Jobson Froes, bom dia!

      Agradecemos por nos prestigiar e também pela dica de matéria.
      Vamos pensar, sim, na sua sugestão.

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

  5. Isso tudo é consequência do baixo valor do frete e auto custo ( diesel, pedágios e pneus ). Precisam trabalhar, e cada um trabalha com o que pode, sei que não é certo e perigoso, mas infelizmente essa é a realidade do nosso país.
    Dêem mais valor e respeito a profissão, que quanto melhor para o caminhoneiro, melhor para todos.

    • Prezado Claudinei, bom dia!

      Obrigado por nos prestigiar!

      Entendemos sua manifestação. Em nenhum momento tivemos – ou temos – a intenção de desvalorizar e desrespeitar o caminhoneiro. Pelo contrário.
      A ideia da matéria foi mostrar o perigo que está presente nas estradas brasileiras, independente de ser pista simples ou dulpa, com boas ou más condições de conservação.
      A matéria alerta os usuários sobre esse perigo, além de chamar a atenção para o fato de se fazer a recuperação dos pneus de forma adequada e dentro do que a lei estabelece.

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

    • Prezado Aldair, bom dia!

      Obrigado por nos prestigiar!

      O objetivo da matéria é o de alertar para os riscos que todos os usuários das estradas brasileiras correm diariamente; seja ciclista, motociclista, motorista de carro, ônibus e caminhões. Basta ver a matéria (link anexo) que mostra o momento de um caminhoneiro e sua esposa sendo atingidos por um ‘jacaré’ (carcaça/ressolagem de pneu) na BR-116, trecho da Bahia.
      Ressaltamos que a matéria, em nenhum momento, coloca a culpa no caminhoneiro. O propósito da matéria é apenas e tão somente para alertar os usuários das estradas brasileiras.

      https://estradas.com.br/pedacos-de-pneus-colocam-em-risco-a-vida-de-quem-passa-nas-estradas/

      Atenciosamente,
      Equipe Estradas

  6. Com um preço justo do frete conseguiremos andar com caminhões em dia e toda manutenção em cima do pedido,então seria legal ter preço justo e assim cuidar da manutenção do caminhão pra garantir mais segurança a todos,afinal precisamos trabalhar e o diesel custeando mais da de 60% do frete a manutenção fica a desejar…. lamentável

  7. Boa tarde a todos !
    Problema no nosso País não e mercadoria cara ( pneus , combustível , etc )
    Sim os impostos altos !!!
    Mesmo pneu no Brasil e quase 3.000 mil reais e no Paraguai custa 1,050 mil e cinquenta reais .
    Vergonha é política dos governos estaduais .

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui