A Polícia Rodoviária Federal inicia nesta sexta-feira (13) a Operação Carnaval 2015, que está inserida na segunda etapa de um esforço de fiscalização mais abrangente, a Operação Integrada Rodovida. Durante o período das festas de Momo, a PRF modifica o planejamento das ações que vêm sendo realizadas desde o dia 12 de dezembro e adapta a fiscalização para as características do trânsito no período carnavalesco até a quarta-feira de cinzas (18).

Historicamente, o Carnaval é o período mais crítico do calendário de operações da PRF, seguido de Natal e Réveillon. Pelas características dos festejos carnavalescos, é mais violento em decorrência do uso abusivo de álcool. Por isso, um dos principais focos da PRF será a fiscalização com etilômetros. Informações fornecidas pelo setor de estatísticas, como dias, horários e locais em que há mais ocorrências de acidentes, subsidiam o planejamento para o posicionamento estratégico das viaturas e a definição de comandos específicos.

Todas as viaturas de serviço estarão equipadas com medidores de alcoolemia. Por isso, a fiscalização de embriaguez nas rodovias federais poderá acontecer a qualquer momento e durante qualquer abordagem em que haja suspeita por parte do agente fiscalizador.

A Operação Integrada Rodovida prevê, ainda, a fiscalização simultânea por parte dos diversos órgãos de trânsito, cada qual nas vias de sua circunscrição. É importante lembrar que, após as mudanças na Lei Seca, não existe mais tolerância para a quantidade de álcool no organismo de quem dirige. Qualquer traço etílico verificado é suficiente para o motorista pagar uma multa de R$ 1.915, ter a carteira suspensa e ser impedido de seguir viagem.

Durante o período do carnaval, o foco da PRF continua sendo as condutas responsáveis por elevados índices de letalidade. Por isso, além da embriaguez ao volante, os esforços de fiscalização estarão voltados para coibir o excesso de velocidade, as ultrapassagens proibidas e o não uso do capacete.

Orientações

Velocidade: respeite os limites de velocidade estabelecidos para a via e obedeça às placas de sinalização; onde não existir sinalização ou se esta estiver prejudicada, mantenha a velocidade compatível com as condições da via. Quanto maior a velocidade, maior é o risco e mais graves serão os acidentes.

Ultrapassagem: ultrapasse sempre pela esquerda e apenas em trechos permitidos. Antes de iniciar uma ultrapassagem, certifique-se da distância e da visibilidade do veículo que pretende ultrapassar e dos que vêm em sentido contrário. Dê a preferência e aguarde a vez ao ser ultrapassado.Sinalize toda a manobra com antecedência e não realize ultrapassagens em trechos de faixa contínua, subidas, descidas, pontes e acostamentos. Redobre a atenção ao ultrapassar ônibus e caminhões. Por se tratar de veículos grandes e pesados, é preciso se certificar de que há espaço suficiente para realizar uma ultrapassagem segura, e, ao ser ultrapassado, não acelere, não mude a trajetória do veículo e mantenha distância segura do veículo à frente.

Álcool e outras drogas: não há viagem segura para quem bebe ou usa drogas e dirige. Além de ser crime, os riscos para a vida aumentam consideravelmente. Conduzir um veículo nas estradas é uma tarefa complexa que exige decisões rápidas, seguras e responsáveis. Álcool e drogas diminuem o reflexo, provocam sonolência, perturbação na visão e nos sentidos, por isso, se for dirigir não beba e nem utilize qualquer substância entorpecente.

Motocicletas: use sempre capacete. Mantenha distância das laterais traseiras dos veículos, eliminando assim o chamado “ponto cego”. Antes de trocar de faixa de rolamento ou ao aproximar-se de um cruzamento, use os retrovisores e observe atentamente o local. Não trafegue próximo a caminhões. O deslocamento de ar produzido por esses veículos pode desestabilizar a motocicleta. Não circule com o farol apagado, pois dificulta a visualização da motocicleta pelos veículos que estão em sentido contrário.

Exploração sexual: o período das festas carnavalescas traz uma preocupação especial à proteção de crianças e adolescentes, possíveis vítimas de crimes relativos à exploração sexual, trabalho infantil, trabalho escravo e tráfico de pessoas etc. A PRF estará com grupos especiais de enfrentamento a esses tipos de abuso, trabalhando pela defesa da dignidade das crianças e adolescentes brasileiros. Qualquer situação suspeita deve ser denunciada pelo telefone 191, da PRF, ou pelo número 100. Aligação é gratuita.

Restrição de veículos de carga: para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples, maior parte da malha viária nacional, o tráfego de caminhões bitrens, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonhas sofrerá restrição durante o feriado.

Nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, independentemente de estarem carregados ou mesmo que possuam Autorização Especial de Trânsito (AET). O motorista que descumprir a determinação será notificado pela PRF. Trata-se de uma infração média, gerando multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira de Habilitação. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final da restrição.

Dia da Restrição     Horário da Restrição

Sexta-feira (13)         16h -24h

Sábado (14)                06h – 12h

Terça-feira (17)         16h -24h

Quarta-feira (18)     06h -12h

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui