FLAGRANTE: Agentes da PRF flagraram na BR-324, em Simões Filho, na Bahia, um ônibus com toneladas de mercadorias sem nota. Fotos: Divulgação

De acordo com a Corporação, ônibus transportava produtos de confecções, procedentes do Ceará; motorista não apresentou documento

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em ação conjunta com a Polícia Militar (PM) apreenderam na manhã desta sexta-feira (12) toneladas de confecções em um ônibus na Rodovia BR-324, em Simões Filho, na Bahia.

De acordo com a Corporação, o flagrante – que configura crime crime tributário e fiscal — foi registrado durante fiscalização ostensiva na praça de pedágio, localizada no Km 599 da rodovia.

Do Ceará para Salvador

Ainda de acordo com os policiais, foi dado ordem de parada ao ônibus Scania, com placas de Salvador (BA). Inicialmente, foram solicitados os documentos do veículo e do condutor. Ao ser perguntado sobre o material transportado, o motorista relatou que carregava algumas encomendas no bagageiro.

Desconfiados, os policiais resolveram verificar o compartimento de carga, foi quando se depararam com toneladas de mercadorias, na sua grande maioria vestuário. Na fiscalização, os policiais constataram que o material estava desacompanhado da devida documentação fiscal.

ônibus
NERVOSISMO: Aos policiais, o motorista informou que os produtos saíram do estado do Ceará e abasteceriam lojas de vestimentas da Grande Salvador.

Aos policiais, o motorista informou que os produtos saíram do estado do Ceará e abasteceriam lojas de vestimentas da Grande Salvador.

Diante do flagrante crime de sonegação fiscal, foi acionada uma equipe da Secretaria Estadual da Fazenda (SEFAZ/BA), que constatou a irregularidade. Será realizada a contabilização da mercadoria, bem como a lavratura dos autos de multas.

Sonegação

De acordo com a PRF, por causa da sonegação fiscal, o Brasil deixa de arrecadar bilhões em impostos por ano. Recolher menos impostos é o mesmo que dizer: menos saúde, menos escolas, menos hospitais, menos segurança.

Fonte: PRF

DEIXE UMA RESPOSTA

Você digitou um endereço de e-mail incorreto!
Por favor, digite seu nome aqui